- FAAPA FR - http://www.faapa.info -

Artesanato: Veterano insta jovens artesãos a apostarem na criatividade e inovação

Cidade da Praia, 22 Dez (Inforpress) – O mestre-artesão Gustavo Duarte instou hoje os jovens artesãos a dedicarem-se a “sério” ao artesanato, assumindo o ramo como uma profissão, ter imaginação, criatividade e, acima de tudo, inovação.

Gustavo Duarte falava à imprensa, à margem da inauguração da sua exposição “Artesanato Amigo do Ambiente”, que se encontra patente ao público no Salão do Munícipe, nos Paços do Concelho da Praia.

Nas suas declarações, este artesão, que já conta com 45 anos de estrada, defendeu que as pessoas que estão nesta área deverão ser as próprias a criarem os seus empregos com o artesanato, acrescentando que “com inovação tem sempre coisas novas”.

Gustavo Duarte ressaltou ainda que há em Cabo Verde jovens com talento para o artesanato, mas afirmou que falta distinguir o que é artesanato.

“Nós, neste momento, temos trabalhos manuais e temos artesanato. Há quem confunda uma coisa com outra. Artesanato é uma coisa nata. É algo que nós inventamos, não é uma coisa copiada. Nos trabalhos manuais compra-se toda a matéria-prima e monta-se. No artesanato, a pessoa parte do nada para o todo, cria-se a matéria-prima”, explicou.

Este artesão experiente lamentou ainda o facto de perceber que em Cabo Verde o artesanato teve um retrocesso.

“Cabo Verde já teve melhor artesanato do que aquele que temos agora. Eu vivi naquela altura, estive a frente do artesanato naquela altura onde ganhamos prémios com o que se fazia. O nosso artesanato na altura tinha a nossa identidade”, continuou.

Gustavo Duarte disse ainda que hoje há mais quantidade do que qualidade.

O mestre Gustavo é um artesão de nível superior certificado, com mais de 45 anos de carreira. Já esteve em vários países para exposições e para também ensinar a sua técnica.

Ao longo dos tempos tem recebido vários prémios e distinções a nível nacional e internacional, inclusive do Museu Smithsonian, nos EUA.

A exposição “Artesanato Amigo do Ambiente” pretende evidenciar as possibilidades de reciclagem e aproveitamento de matérias-primas encontradas na natureza, mas também de materiais de uso quotidiano descartados transformados, com técnica e criatividade, em arte.

GSF/JMV