AGP Mamou-Justice : 42 manifestants présumés dont 06 filles jugés au TPI AGP Guinée – Justice : Des jeunes avocats en formation sur le professionnalisme AGP Sport/Handball: le president sortant reconduit pour un mandat de 4 ans AGP Pita/Tournoi de football: L’équipe de Dalaba qualifiée pour la 2ème phase GNA Donating blood does not affect one’s health – Expert GNA TMA observes World Mental Health Day GNA Mineworkers Union honours former President Rawlings GNA IGP sends high-powered delegation to console Adomfe Community GNA MoFA allays fears of food crises due to floods GNA Huawei holds first App Developers Day

Bissau acolhe ateliê sobre redução de capturas de tartarugas e aves marinhas na Sub-Região


Bissau,26 Jun 19 (ANG) – Cerca de 30 técnicos de países membros da Comissão Sub Regional de Pescas(CSRP), nomeadamente a Guiné-Bissau, Cabo Verde, Gâmbia, Senegal, Mauritânia e Serra Leoa, participam entre os dias 26 e 27 do corrente em Bissau num ateliê de Regulamentação de Práticas de Redução de Capturas de tartarugas e aves marinhas na sub-região.

Ao presidir a abertura do seminário em representação da ministra das Pescas da Guiné-Bissau, o Director Geral da Pesca Industrial, Carlos Nelson Sanó disse que a escolha do país para a realização do evento constitui motivos de grande satisfação e uma boa opção por ser o que abriga o maior número de espécies de tartarugas marinhas.

A título de exemplo,Sanó informou que a Ilha de Poilão, no Arquipélago dos Bijagós, é o santuário de tartarugas verdes, olivas, de escamas, de couros e cabechudas ou seja dispõe de cinco das sete espécies existentes no mundo.

O Director Geral da Pesca Industrial sublinhou que o Arquipélago dos Bijagós é o local onde as referidas espécies de tartarugas marinhas desovam anualmente conforme os estudos do Instituto da Biodiversidade e das Áreas Protegidas(IBAP).

Disse que, de igual modo, o Arquipélago de Bijagós constitui um santuário para as grandes variedades das aves marinhas migratórias e que escolhem a Guiné-Bissau para repousar, fruto das condições que as ilhas oferecem em termos de ecossistema.

Aquele responsável salientou que as espécies em referência cuja conservação vai ser debatida nos dois dias do ateliê, atira a atenção sobre a necessidade de se manter o empenho nos estudos, porque são ainda muito poucas as informações recolhidas.

Carlos Sanó declarou que estudos feitos noutros países apontam existência de fortes ameaças de extinção das referidas espécies.

segundo Nelson Sanó, historicamente, as principais ameaças das tartarugas marinhas na Guiné-Bissau têm a ver com as capturas das fêmeas produtoras e a colheita dos seus ovos quando sobem às praias para desovarem.

Afirmou ainda que as carnes e ovos das tartarugas são usados para o consumo local e ocasionalmente associadas à cerimónias de caracter social e religiosa. Referiu que as capturas acidental ou intencional nos mares por embarcações de pescas industriais é outra ameaça importante.

ANG/ÂC//SG

Dans la même catégorie