APS UGB : LES ÉTUDIANTS PROTESTENT CONTRE L’INSÉCURITÉ DANS LE CAMPUS APS LA FAO VA METTRE EN ŒUVRE UN PROJET D’INNOVATION AGRICOLE AU SÉNÉGAL APS CONTRE LE CORONAVIRUS, LA VACCINATION ET LE RESPECT DES MESURES BARRIÈRES PRÉCONISÉS INFORPRESS Governo destaca impacto social do programa “Bolsa de Acesso à Cultura” no combate à exclusão social INFORPRESS Ilha do Sal: Artesãs salenses movimentam exposição “Arte no feminino” anunciando o mês da mulher INFORPRESS Câmara da Praia lança candidaturas para financiamento de projectos culturais e criativos INFORPRESS Ordem dos Advogados de África aconselha Cabo Verde a libertar “imediatamente” Alex Saab INFORPRESS Escola Secundária Regina Silva homenageia músico Orlando Pantera INFORPRESS Futebol/ Santiago Norte: Jovem treinador “Maie” comanda Inter Cutelo com olhos postos no título INFORPRESS Câmara da Praia lança candidaturas para financiamento de projectos culturais e criativos

Administração Pública/ Ministério da Função Pública reassume gestão de banco de dados de funcionários públicos do país


  10 Février      19        Société (29363),

   

Bissau, 10 Fev 21 (ANG) – O Ministério da Função Pública  (MFP), reassumiu a partir do mês de janeiro do corrente ano, a gestão de bancos de dados dos funcionários públicos guineenses, que anteriormente era gerido pelo  Ministério das Finanças.

Em entrevista exclusiva à Agência de Notícias da Guiné (ANG), o Director Geral da Função Pública, Carlos Alberto Kenedy de Barros sustentou que, apesar do Ministério da Função Pública ter recuperado a gerência de banco de dados dos funcionários públicos guineense, continuará a trabalhar em estreita ligação com o Ministério das Finanças, para o melhor controlo do processo.

Acrescentou  que normalmente, em qualquer parte do mundo, a Função Pública é que gere o banco de dados dos funcionários públicos, lamentando as   destruturações  e cíclicas instabilidades políticas verificadas ao longo dos anos no aparelho de Estado guineense .

“Essa situação
, fez  com que o actual governo decida criar uma Comissão Ad hoc que integra os técnicos dos dois ministérios e que visa gerir e harmonizar os bancos de dados dos funcionários públicos guineense”, explicou.

Descreveu  que o sistema foi criado para permitir que ambas as partes possam ter o controlo dos números de funcionários públicos, e de igual modo se inteirar de sistema aplicado no pagamento dos funcionários público pelo Ministério das Finanças.

Dans la même catégorie