AIP Ladji Abou Sanogo installé officiellement dans ses fonctions de délégué général de l’UNJCI ACP La pastèque augmente la vitalité des vaisseaux sanguins, selon un médecin ACP Dr Nico ou génie artistique dans le fondement de la musique congolaise moderne (Arthur Kayumba) ACP La 20ème édition du Festival national de Gungu confirmée du 24 au 28 septembre 2020 au Musée national de la RDC AGP Siguiri/Société : Renforcement des capacités des jeunes au montage des projets. AGP Mamou/environnement : 10 hectares de forêts reboisés par les chasseurs de Teguereya APS LE PROJET GOYN PRÉSENTÉ AUX ACTEURS DE DIOURBEL APS LE CORONAVIRUS IMPOSE SA LOI AUX ASC APS COVID-19 : LE PIB RÉEL DU SÉNÉGAL SE CONTRACTERA DE 0,7 % EN 2020 (FMI) APS 30 FILLES DU CENTRE SAUVEGARDE DE THIÈS FORMÉES EN COUTURE

ANP/Comissão Organizadora da Conferência para Paz apresenta roteiro aos deputados


  16 Juillet      14        Politique (11245),

   

Bissau, 16 Jul 20 (ANG) – A Comissão Organizadora da  Conferência para a Paz apresentou esta quinta feira aos deputados um quadro actualizado de roteiro para a realização da conferência nacional sobre a paz na Guiné-Bissau.

O referido documento apresentado na plenária da ANP pelo pastor Carlos Quissangue aponta soluções para reflexões que permitem avançar com os trabalhos da comissão para se consolidar as etapas  inerentes a realização da conferência nacional da paz.

No roteiro consta ainda a missão de ajudar a encontrar mecanismos de prevenção e resolução dos conflitos e propor uma tipologia de mecanismos adequados e consentâneo  com a realidade nacional da Guiné-Bissau com vista a concretizar um processo duradouro  de reconciliação e paz.

De acordo com pastor Carlos Quissangue, a comissão tem vindo a funcionar num quadro deficiente sem autonomia para o cumprimento da sua missão, pelo que é urgente medidas no sentido de pôr cobro a situação .

“Os desafios actuais com que se depara a comissão requer uma conjugação de esforços, de acções concertadas da ANP, nomeadamente alocação de recursos financeiros e logísticos que vão permitir  a concretização da conferência nacional da paz”, explicou aquele responsável.

Disse ainda que, para avançar no contexto actual são fundamentais o papel e a contribuição de órgãos da soberania, em particular a ANP ,como órgão que tutela e acompanha directamente as actividades da  comissão, sobretudo as decisões politicas quanto ao mandato da conferência nacional.

O pároco apelou ao governo no sentido de  criar condições   que possibilitam a a concretização da conferência, nomeadamente, o reforço da autonomia da comissão administrativa e financeira.

Dans la même catégorie