GNA Three men die after drinking suspected poisoned apketeshie GNA Oti NPP applauds Akufo-Addo on Regional Minister-Designate nomination GNA Chief commends International Needs for helping the rural poor GNA Herbal Industry has the potential to widen Ghana’s foreign exchange earnings – CPMR GNA FDA registers more local products amid COVID-19 GNA Let’s Leverage on CREMA to Improve Community Based Charcoal Production- BDP AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Les prix des légumes en hausse sur le marché à Bouaflé AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Une trentaine d’agents de santé de Minignan distingués AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Le nouveau préfet de Sinfra présenté, officiellement, aux populations AIP Côte d’Ivoire – AIP/ La viande de bœuf de plus en plus rare sur les marchés du Worodougou

ARES vai criar plataforma digital para facilitar avaliação das universidades credenciadas


  11 Décembre      16        Education (4160),

   

Cidade da Praia, 11 Dez (Inforpress) – A Agência Reguladora do Ensino Superior (ARES) de Cabo Verde vai criar uma plataforma digital como forma de facilitar a avaliação das universidades credenciadas, informou hoje o administrador, Jorge Dias.
Conforme indicou, essa plataforma é um dos elementos constantes do plano operacional tendo em vista a consolidação do Sistema Nacional de Garantia de Qualidade no Ensino Superior no horizonte 2030.
Jorge Dias, que apresentava os pressupostos e estratégias de avaliação e regulação do ensino superior em Cabo Verde, na conferência internacional sobre sistema de garantia da qualidade do ensino superior no espaço da CPLP, explicou que essa plataforma digital se reveste de grande relevância, sobretudo, nesse contexto da pandemia da covid-19.
“Nesse contexto de covid-19 em que há muitas limitações, em que as universidades estão nessa fase a trabalhar em duas modalidades, sendo a presencial e à distância, essa ferramenta de trabalho se reveste de grande relevância”, disse.
Por outro lado, indicou que esse instrumento vai permitir o reconhecimento de graus de diplomas estrangeiros, avaliação e acreditação dos ciclos de estudos, e a introdução de todos os documentos relativos ao processo de avaliação e acreditação das instituições de ensino superior em Cabo Verde.
“Isto vai facilitar em grande medida porque as universidades vão poder participar activamente no processo avaliativo sem ter que se deslocar, e sobretudo, sem levar grandes quantidades de papéis. Todo o processo quer administrativo, quer do seguimento e consulta, passará a ser operacionalizado através desta plataforma digital virtual em qualquer fase de procedimentos”, explicou.
A par da plataforma digital, Jorge Dias falou também da aprovação dos normativos de avaliação e acreditação das instituições de ensino superior e respectivos ciclos de estudos, a capacitação de avaliadores e de comissões de avaliação para o ensino superior e da questão da infra-estruturação e laboratórios tecnológicos.
Aquele responsável realçou, ainda, que ARES está a trabalhar em pressupostos e critérios que estabelecem um sistema combinado de regulação e avaliação em suas dimensões interna e externa no quadro de uma responsabilidade partilhada e integrada numa lógica que seja capaz de construir um sistema nacional de avaliação, articulando as dimensões de regulação e a de avaliação, tendo em vista a qualificação de um capital humano de excelência.
“Ou seja, um sistema educativo integrado no conceito de economia do conhecimento, de forma orientar os jovens a um domínio proficiente de línguas. Esses aspectos as universidades terão que desenvolver, mas que a ARES estará ciente nesta evolução, isto no sentido da construção de um perfil de conhecimento aberto ao mundo”, disse.
Ao longo do dia de hoje representantes das entidades reguladoras do ensino superior de todos os Estados lusófonos estão reunidos numa conferência virtual em troca de experiências, debate e apresentação de propostas de acções de cooperação multilateral que fomentem o fortalecimento dos sistemas nacionais de avaliação da qualidade e acreditação do ensino superior.
O encontro, promovido pela ARES, acontece no âmbito da presidência cabo-verdiana da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa) e está inserido no âmbito da resolução aprovada na XII cimeira de chefes de Estado e do Governo da CPLP realizada emJulho de 2018, na ilha do Sal.

Dans la même catégorie