ATOP AGOE-NYIVE/MOIS DE RAMADAN : DES KITS ALIMENTAIRES AUX FEMMES VULNERABLES DE LA COMMUNE D’AGOE-NYIVE 4 ATOP PREVENTION DE LA SURDITE ET DES TROUBLES DU LANGAGE : DES PARENTS ET ELEVES SENSIBILISES A KPELE ATOP 5E RECENSEMENT GENERAL DE LA POPULATION ET DE L’HABITAT: LES MEMBRES DES CLR DE TONE, VO, AVE ET KOZAH INSTALLES AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Port du casque moto: Plus de 200 contrevenants sanctionnés à Bouna AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Un projet de construction d’un abattoir de volaille présenté à Bondoukou AIP Côte d’Ivoire-AIP/La direction régionale des douanes du Sud-Comoé s’engage à être une administration moderne et vertueuse AIP Côte d’Ivoire – AIP/ Aïd-el-fitr : Amadou Soumahoro offre 20 tonnes de vivres à différentes communautés de Séguéla MAP RDC: le SG de l’ONU condamne fermement l’attaque perpétrée contre la MONUSCO au Nord-Kiv, tuant un Casque bleu MAP Observation mercredi du croissant lunaire annonçant le début du mois de Chaoual (ministère) MAP Côte d’Ivoire : Face au déficit d’électricité, un programme de « rationnement »

Autárquicas 2020: Deficientes visuais votaram sozinhos pela primeira vez em Cabo Verde


  26 Octobre      38        Société (31881),

   

Cidade da Praia, 26 Out (Inforpress) – As pessoas com deficiência visual votaram este domingo sozinhos, pela primeira vez, em Cabo Verde o que para eles foi um motivo de “muita felicidade”, pois permitiu-lhes ter mais privacidade na escolha do seu candidato de preferência.

Este regozijo foi manifestado à Inforpress pela deficiente visual Janice Ferreira, para quem todos os cidadãos têm direito a exercer o seu voto em condições de segurança, privacidade e acessibilidade, garantindo o segredo, o que, a seu ver, não acontecia com as pessoas com deficiência visual, no país.

Em declarações à Inforpress, após terem votado na manhã deste domingo, na cidade da Praia, tanto Janice Ferreira como Madalena Batalha, ambas invisuais, são unânimes em dizer que essa iniciativa de poder votar sozinhas constitui uma mais-valia porque, afirmaram, garante-lhes mais “segurança e confiança”.

“Antigamente, quando dirigíamos ao local de voto, tínhamos que ter a segunda pessoa ao nosso lado (família ou amigos) para podermos votar e o mais complicado nisso tudo era o momento da revelação em que candidato queríamos votar”, sublinhou.

Segundo a mesma fonte, esta situação levava-as a ter “muita desconfiança”, porquanto não sabiam se de facto a pessoa que as acompanhava ao local de voto, tinha cumprido com a palavra na escolha do candidato de preferência.

As duas invisuais regozijaram-se com a iniciativa da Comissão Nacional de Eleições (CNE) de colocar matrizes tácteis em braille, em todas as assembleias de voto, de modo a permitir que os invisuais possam exercer o seu direito de voto, sem a ajuda de terceiros.

Consideram a iniciativa de “estrema importância” para eles, assim apelando às outras instituições para seguir o exemplo da CNE, em trabalhar cada vez mais em prol das pessoas com deficiência visual.

A nível nacional, na corrida para essas autárquicas participa um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para a Assembleia Municipal da Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), de São Domingos (1), do Tarrafal de São Nicolau (1), do Sal (1) do Tarrafal (2), da Praia (4) e de São Vicente (1).

DG/ZS

Inforpress/Fim

Dans la même catégorie