AIP Législatives 2021: Les élections se sont déroulées dans la sérénité à Bocanda AIP Séverin Guibessongui rend hommage à sa défunte suppléante de Niakara-Tortiya-Arikokaha AIP Législatives 2021 : Le dépouillement observé dans les différents bureaux de vote à Man dès 18 h AIP Législatives 2021 : Beugré Mambé félicite la population de Songon pour sa participation au scrutin AIP Législatives 2021 : Au total 94 bureaux de votes sécurisés dans la commune de Songon AMI Colloque de réflexion sur le bilan de la présidence mauritanienne du G5 Sahel AMI CAN U 20 Mauritanie 2021 : le Ghana s’adjuge le trophée MAP Hasna Ammar, une militante infatigable pour l’autonomisation des femmes rurales à Aoufous AIP Législative 2021: Démarrage du dépouillement des votes à San-Pedro AIP Législatives 2021 : Koné Kafana se réjouit du bon déroulement du scrutin à Yopougon

Auto estrada Bissau-Safim/ Presidente da República recomenda governo a indemnizar proprietários dos imóveis atingidos pelo projecto


  22 Janvier      49        Société (29534),

   

Bissau, 22 jan 21 (ANG) – O Presidente da República recomendou ao Governo a proceder
indemnizações aos proprietários dos imóveis e móveis atingidos pelo projecto de construção da auto estrada que liga Aeroporto à Safim.

Umaro Sissoco Embalo falava hoje na cerimónia de lançamento da primeira pedra para a construção da referida infraestrutura rodoviária, financiado pela República Popular de China, orçado em cerca de 30 milhões de dólares, cujas obras serão executadas num prazo de dois anos.
O chefe de Estado realçou que a República Popular de China sempre esteve ao lado da Guiné-Bissau, desde a luta de libertação nacional e que por isso continua a contar com os apoios deste país asiático para o desenvolvimento do país.

“Peço, mais uma vez, a compreensão dos moradores ao longo da estrada que liga Aeroporto à Safim. Ninguém vai ser obrigado a abandonar ou ver a sua casa demolida sem ser indemnizada”, garantiu o Presidente da República Umaro Sissoco Embaló.

Acrescentou que não é possível que o Estado recupere o espaço que tinha sido ocupado por cidadãos para construção da estrada sem nenhuma compensação.

O chefe de Estado guineense recomendou aos técnicos do Ministério das Obras Públicas a fiscalizarem as obras de construção da auto- estrada, apesar de ser construída por uma empresa contratada pelo governo da República Popular da China.

“A fiscalização da referida obra será da nossa responsabilidade”, afirmou Presidente Embaló.

O Embaixador da República Popular da China na Guiné-Bissau, Guo Ce disse que o projecto vai promover o desenvolvimento sócio-económico da Guiné-Bissau e reforçar os laços existentes entre os dois países.

Afirmou que sob a liderança do Sissoco Embaló, a Guiné-Bissau conquistou a estabilidade social e entrou numa boa época de avanço económica, por isso espera que a construção da auto-estrada contribua para o melhoramento das infraestruturas e o desenvolvimento socioeconómico do país.

Guo Ce aproveitou a ocasião para agradecer a colaboração da parte guineense para a implementação do projecto, acrescentando que hoje o projecto entra na fase de construção e conta com apoio de todos, esperando que sirva a todos e que traga mais benefícios à Guiné-Bissau.

Para o ministro das Obras Públicas, Habitação e Urbanismo Fidélis Forbs, as obras não só vão garantir a segurança rodoviária, como também o acesso rápido à Safim, repercutindo reflexos positivos na vida e bem estar da população.

Disse que o lançamento da primeira pedra da obra do troço que liga Bissau à Safim é o resultado de boas relações entre a China e Guiné-Bissau.

Apontou como efeitos dessas boas relações as infraestruturas do Porto de Pesca de Bandim, reabilitação do Palácio da República, construção da sede da Assembleia Nacional Popular(ANP), do Palácio de governo entre outras.

O Governo guineense disponibilizou três mil milhões de francos CFA para indemnizar os proprietários dos móveis e imóveis atingidos pelo projecto da construção da auto-estrada Aeroporto/Safim.

De acordo com o relatório síntese da equipa técnica do Ministério das Obras Públicas Habitação e Urbanismo, foram sinalizados no total 437 objectos entre móveis e imóveis construídos ao longo da estrada que liga Aeroporto à Safim e que serão demolidos para permitir a construção da infraestrutura.

Os dados do relatório indicam que, dos 437 objectos atingidos pelo projecto, 230 deles foram construídos do lado direito do troço, sendo 43 casas, 44 contentores, dois armazéns, 12 terrenos, quatro postos de combustíveis, 29 barracas, uma Mesquitas , 62 muros de vedação e 33 cacifos.

Do lado esquerdo foram registados 207 imóveis, entre os quais 43 casas, 34 contentores, cinco armazéns, seis tabernas, nove terrenos, um posto de combustível, 14 barracas, 20 anexos, uma Igreja Evangélica, uma Mesquita e 73 muros de vedação.

O relatório síntese da equipa técnica do Ministério das Obras Públicas Habitação e Urbanismo, refere que ao longo desse processo foram identificados 390 proprietários ou famílias donos dos imóveis e móveis afectados.

Dans la même catégorie