AIP Des prescripteurs et utilisateurs formés à une bonne utilisation des produits agro-pharmaceutiques AIP Inauguration des locaux de la direction régionale de la Solidarité, de la Cohésion sociale et de la Lutte contre la pauvreté de Daloa AIP Plus de 4500 tables-bancs et 1500 kits scolaires remis aux écoles de la région du N’zi AIP Les élèves participent massivement à l’opération grand ménage à Madinani AIP Les écoles de Prikro célèbrent la 25è journée nationale de l’hygiène et de la salubrité AIP Une école de jeunes filles veut promouvoir le vivre ensemble et la paix à Bingerville GNA GES assures public of safety ahead of re-opening of schools GNA Chiefs and Queen mothers of Nadowli-Kaleo congratulate Bagbin GNA More communities get mechanised boreholes GNA Beyin-Nzulezo Tourist Receptive Facility Commissioned

Aviação civil/ Diretor-geral da ASECNA reafirma necessidade da reabilitação da pista do aeroporto Osvaldo Vieira


  23 Décembre      12        Société (27324),

   

Bissau, 23 Dez 20(ANG) – O Diretor-geral da Agência para Segurança da Navegação Aérea na África e Madagáscar (ASECNA) reafirmou hoje a necessidade de reabilitação da pista do aeroporto Osvaldo Vieira, ao alto nível, frisando que a última foi nos anos 80 .

Ismael Midana Cassamá Lopes Infundaque que falava aos jornalistas depois de encontro com o Chefe de Estado, lembrou que a pista do Aeroporto Internacional Osvaldo Vieira tem mais de meio século e foi reabilitada só uma vez.

Disse que, com os aviões modernos, a referida pista sofreu degradações, tendo acrescentado que, o governo juntamente com Agência Reguladora de Aviação Civil está a envidar esforços para fazer a sua manutenção ao alto nível.

Infundaque reiterou contudo que a mesma dispõe de condições para aterragem e decolagem de aviões.

Questionado sobre as residências construídas nos arredores do aeroporto que deviam ser demolidas, respondeu que o aeroporto deve situar numa zona distante de habitações, mas que, na medida em que a população aumenta, os ocupantes tradicionais resolveram construir casas nos seus terrenos, e que estas construções constituem obstáculos que podem causar acidentes.

“Apesar da ASECNA ser gestor da infraestruturas
aeroportuárias, a demolição ou indemnização aos proprietários das referidas obras compete ao Estado da Guiné-Bissau..

A Guiné-Bissau aderiu a ASECNA comunitário desde 2006 e logo em 2012 aderiu o artigo 10 da Convenção que trata da gestão de aeroportos e suas estruturas.

Dans la même catégorie