MAP Côte d’Ivoire/coronavirus : 349 cas, 41 guérisons et 3 décès ACI LE CONGO PAYS COMPTE DESORMAIS 60 CAS ET TROIS NOUVEAUX GUÉRIS DE COVID-19 ACI FORMATION DU PERSONNEL DU CHUB SUR LA PCI EN MILIEU HOSPITALIER AIP Inter/ Les Marocains sans masque risquent des peines de prison AIP Les populations de Warma formées sur la gestion des rumeurs et des conflits AIP COVID 19: La LONACI désinfecte ses sites AIP COVID-19: Les auteurs d’augmentation illégale du tarif de transport subiront la rigueur de la loi (préfet) AIP Covid-19 : Reprise d’activités du Premier ministre après une dizaine de jours de confinement AIP Le comité départemental de sécurité de Soubré invité à plus d’actions de prévention du Covid 19 AIP Covid 19: vingt-six nouveaux cas confirmés

Banco Africano de Desenvolvimento doa 3,5 milhões de dólares à São Tomé e Príncipe


  14 Juin      17        Economie (8169), Finance (426),

   

São- Tomé, 14 Jun ( STP-Press ) – Banco Africano de Desenvolvimento, BAD, acaba de disponibilizar um donativo financeiro de 3,5 milhões de dólares à São Tomé e Príncipe resultantes de um acordo assinado esta tarde em Malabo, Guiné-Equatorial, pelo ministro do Planeamento, Finanças e Economia Azul, Osvaldo Vaz e um Representante desta instituição financeira, soube hoje de fonte governamental.

De acordo com uma fonte governamental a partir de Malabo, Guiné-Equatorial, esta donativo financeiro do BAD visa sustentar o projecto da actividade de reforço a resiliência e a capacidade de adaptação às mudanças climáticas nos sectores de Agricultura e Pesca em S.Tomé e Príncipe do projecto de reabilitação das insfraestruturas de apoio à segurança alimentar, PRIASA II.

Iniciado em 2011, o PRIASA II é um projecto de continuidade aos investimentos na promoção da segurança alimentar e redução da pobreza rural, tendo como objetivo fundamental, o melhoramento da qualidade e disponibilidade de produtos agrícolas e pesqueiros no mercado são-tomense, através do reforço de capacidade institucional e modernização das infraestruturas agrícolas e pesqueiras.

O projecto tem investido na reabilitação de infraestruturas agrícolas (pistas rurais, sistemas de irrigação, mercados) e reforço de capacidade institucional dos actores envolvidos na produção, para favorecer o aumento da produção agrícola e melhorar as condições de habitação, nutrição, organização das comunidades e acesso ao mercado das populações rurais.

No domínio das pescas, os recursos têm sido canalizados para a modernização dos pontos de desembarque de pesca artesanal (São Paulo, Neves, Sto António de Príncipe, Santana), construção de mercados para comércio de pescado, reabilitação de laboratório de controlo de qualidade do pescado, promoção da segurança no mar e a profissionalização das associações de pescadores e vendedores de peixe.

Fim/RN

Dans la même catégorie