GNA One dead, three injured in Volta Region secessionist disturbance AIP Visite d’Etat dans la Marahoué : Plaidoyer pour un appui technique et financier aux femmes du vivrier de Zuénoula AIP Alassane Ouattara invite les jeunes au travail pour consolider la paix AIP Identification: Le DG de l’ONECI à Bouaké pour s’enquérir de la situation de l’opération sur le terrain AIP Le secrétaire d’État chargé du service civique vante les mérites de son département AIP Des blogueuses se forment à la prévention des discours de haine sur les réseaux sociaux AIP La coordination RHDP du Kabadougou lance sa précampagne AIP Deux comités de veille et de prévention des conflits installés à Bondoukou APS DES JEUNES PÉPITES DE LA CAN U17 COMMENCENT À QUITTER LEUR NID APS BAISSE DE PLUS DE 50 % DES NOUVEAUX CAS DE COVID DANS AU MOINS 6 PAYS AFRICAINS

Cabo Verde e Portugal retomam voos essenciais a partir de 01 de Agosto via Praia e Mindelo


  28 Juillet      23        Diplomatie (768),

   

Cidade da Praia, 28 Jul (Inforpress) – Cabo Verde e Portugal retomam voos semanais essenciais a partir de 01 de Agosto, via Praia e Mindelo, com a condição de realização de testes à covid-19 nos dois sentidos, anunciou segunda-feira o ministro cabo-verdiano dos Negócios Estrangeiros.
O anúncio da criação do corredor aéreo entre os dois países foi feito durante uma conferência de imprensa, na Cidade da Praia, em que Luís Filipe Tavares esteve ladeado do embaixador de Portugal em Cabo Verde, António Moniz.
O governante explicou que a decisão de realizar esses voos vem na sequência de um pedido feito por Portugal, afiançando, neste sentido, que serão garantidas todas as condições sanitárias e que os passageiros só poderão viajar mediante a realização de testes PCR (Polymerase Chain Reaction) à covid-19 negativos.
Os voos, por motivos familiares, de negócios, estudos, profissionais, oficiais e de carácter humanitário serão realizados pelas companhias dos dois países, nomeadamente TAP, SATA e Cabo Verde Airlines.
“A condição exigida pelo governo português, tendo em conta as recomendações da União Europeia, tem que ver com a realização dos testes nos dois sentidos”, afirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, salientando que esses voos permitirão que Cabo Verde e Portugal continuem ligados económico e socialmente.
Conforme explicou, nesta fase os voos semanais serão realizados a partir de Praia e São Vicente e os voos de origem serão realizados a partir do aeroporto de Lisboa, tendo informado que por razões técnicas, o aeroporto Internacional Amílcar Cabral, na ilha do Sal, não foi incluído na lista.
Luís Filipe Tavares afiançou, ainda, que os voos essenciais entre Cabo Verde e Portugal serão realizados até a data da abertura da fronteira de Cabo Verde.
Por seu turno, o embaixador de Portugal em Cabo Verde destacou o nível de cooperação entre os dois países, adiantando que o seu país abriu uma excepção para os voos essenciais dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e alguns voos dos Estados Unidos.
“(…) Não sei quando Cabo Verde irá abrir seu espaço aéreo, mas pelo menos, enquanto não o faz nós iremos continuar a realizar esses voos, para atender essas situações, nomeadamente de carácter humanitário e muito urgentes”, afirmou António Moniz.
Quanto a emissão dos vistos, o diplomata explicou que os Schengen, aqueles que são decididos a nível da União Europeia, ainda se encontram suspensos, informando, por outro lado, que a Embaixada de Portugal já tem instruções para emitir vistos para estudantes.
A fronteira de Cabo Verde está fechada desde Março deste ano, mês do surgimento do primeiro caso do novo coronavírus no País, na ilha da Boa Vista.
O arquipélago ficou de fora da lista de países que podem entrar na União Europeia a partir de Julho.
Cabo Verde registou, este domingo, mais 49 novos casos positivos de covid-19, elevando o total de infectados para 2.307 desde início da pandemia, em Março de 2020, tendo o país registado 22 mortes.
A pandemia da doença provocada pelo novo coronavírus já provocou a morte de pelo menos 649.577 pessoas e infectou 16.295.350 em todo o mundo, segundo o último balanço feito pela Agência France-Presse (AFP).

Dans la même catégorie