MAP Des pays de l’Afrique australe signent l’ »Appel de Tanger » pour l’expulsion de la pseudo « rasd » de l’UA (journal lésothien) APS PIDA : Dakar2 liste des mesures concrètes à prendre pour le financement des projets APS Le déficit infrastructurel réduit la productivité de 40% (Premier ministre) MAP « Appel de Tanger »: Le processus d’exclusion de la pseudo rasd de l’Union Africaine est initié (média africain) APS A Neuchâtel Xamax, Amadou Dia Ndiaye veut ‘’ouvrir une nouvelle page’’ de sa carrière APS Le pilote du président Houphouët-Boigny donné en exemple à la jeune génération par un journaliste ivoirien APS Amélioration du cadre de vie : 500 jeunes seront recrutés à Kolda (ministre) ANP CHAN ALGÉRIE 2023: le Niger termine 4ème de la compétition ACI Les sénateurs appelés à chercher l’excellence dans les actions de contrôle parlementaire ACI Handball: Younès Tatby confirmé comme sélectionneur des Diables rouges séniors dames jusqu’en 2024

Cabo Verde prevê eliminação de transmissão vertical VIH/Sida em 2024


  1 Décembre      18        Santé (14169),

   

Cidade da Praia, 01 Dez (Inforpress) – O plano estratégico do sector da saúde no domínio VIH/Sida prevê a eliminação de transmissão vertical em 2024 e prepara Cabo Verde para o cumprimento dos ODS visando a eliminação da sida na população em geral em 2030.
A informação é da secretária executiva da CCS/Sida, Celina Ferreira, em entrevista à Inforpress para falar da situação da transmissão mãe/filho do VIH em Cabo Verde no dia em que se assinala o Dia Mundial contra HIV/Sida.
“Neste momento, 99% das crianças expostas ao VIH, ou seja, nascidas de mães seropositivas são saudáveis. Isso é um grande ganho para o país. Nós estamos num processo de certificação da eliminação do VIH e da sífilis de mãe para filho, é um desígnio nacional, mas o esforço é obter a certificação em 2024”, disse.
Para além da certificação de transmissão vertical do VIH/Sida, Celina Ferreira avançou ainda a intenção do país em manter o plano de eliminar a Sida na população em geral, cumprindo com os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para 2030.
“Estamos a trabalhar para isso e contamos com todos os parceiros nacionais e internacionais para o alcance desta meta que requer esforço e trabalho em várias dimensões”, frisou.
Para a secretária executiva da CCS/Sida esse trabalho só é possível com o apoio financeiro do Governo, do Fundo Global para VIH/Sida, Tuberculose e Paludismo PNUD, UNICEF, FNUAP, Cooperação Luxemburguesa, que contribui muito nos serviços de proximidade de populações mais afectadas, e parceiros privados.

Dans la même catégorie