ACP Le Président Félix Tshisekedi lance les travaux de désenclavement du quartier camp Luka à Ngaliem APS A KAFFRINE, L’ETAT APPUIE DES ÉLEVEURS DONT LES BÊTES ONT ÉTÉ INTOXIQUÉES APS LAURENCE GAVRON SUR UN PROJET DE FILM CONSACRÉ À ALIOUNE DIOP, FONDATEUR DE PRÉSENCE AFRICAINE AIP Côte d’Ivoire/Gaou productions promeut la cohésion sociale à San Pedro à travers un cross populaire GNA Akatsi South MCE assists schools with furniture GNA Local production is solution to Ghana’s inflationary pressures AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Le Lycée municipal de Sikensi doté d’une bibliothèque AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Le maire de Tengrela offre une « grande nuit du rire » à ses populations AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Sinfra, une zone propice à la production de riz AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Des étudiants du département des Arts de l’UFHB exposent leurs œuvres sur le net

CAN 2021: Seleccionador Bubista elogia entrega dos seus jogadores


  26 Janvier      21        Sport (7873),

   

Cidade da Praia, 26 Jan (Inforpress) – O seleccionador cabo-verdiano de futebol, Pedro Brito “Bubista”, elogiou a entrega dos jogadores na derrota com o Senegal por 2-0, em partida realizada terça-feira nos Camarões que ditou a eliminação de Cabo Verde do CAN’2021.
Na habitual conferência de imprensa após o jogo realizado no Estádio Kouekong, em Bafoussam, Bubista disse que não pretendia debater sobre a polémica arbitragem, deixando este papel para os jornalistas, mas afirmou que “assim tudo fica muito difícil”.
“A sensação que eu fico é que com 11 teríamos disputado o jogo de outra forma. Podíamos ter perdido, mas de outra forma”, advogou Bubista, para quem “hoje em dia os árbitros estão a ser um bocado cruel para com os jogadores”, lamentando que não entende certas tomadas de posições.
O seleccionador dos Tubarões Azuis referiu que o colectivo cabo-verdiano já estava preparado em como os senegaleses iniciaram o jogo por cima, mas que Cabo Verde chegou a equilibrar a partida, tendo inclusive jogado de igual para igual.
Depois da primeira expulsão (vermelho directo a Patrick Andrade aos 20 minutos), disse, ficou mais difícil, mas com a segunda expulsão (Vozinha aos 57 minutos) o jogo ficou partido, muito difícil.
O timoneiro disse que o surto de gastroenterite provocado por intoxicação alimentar teve os seus efeitos directos no embate com Senegal, ressaltando que durante o jogo dois/três jogadores sentiram-se mal, quando se sabe que foi difícil preparar esta partida.
“Por tudo o que passamos nesta CAN, estou extremamente orgulhoso dos meus jogadores. Durante o estágio nunca tivemos 16 jogadores, por causa da covid-19, houve dias em que não tivemos nenhum jogador, mas saímos daqui de pé com vontade de voltar a disputar outra CAN”, finalizou.
A selecção nacional de futebol ficou esta terça-feira fora do Campeonato Africano das Nações (CAN’2021) ao perder, por 2-0, com a congénere do Senegal, em jogo dos oitavos-de- final da competição.

Dans la même catégorie