AGP Guinée-Sénégal CAN 2021 : Kaba Diawara satisfait et promet de se remettre au travail pour les prochains matchs AGP Conakry/Société : Des kits socioprofessionnels pour 19 enfants en situation de vulnérabilité AGP Kankan-Justice : Passation entre les procureurs entrant et sortant au tribunal de 1ère instance AGP Guinée : Les opérateurs économiques reçus par le président de la transition GNA Nestlé Ghana recalls dairy products temporarily GNA Ecotoursim contributes $1.2 billion to GDP in 2020 GNA Venture Capital Trust Fund invest in more than 60 companies GNA Reinstate GN Bank’s license-PPP appeals to President Akufo-Addo AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Les acteurs de la société civile appelés à jouer leur rôle d’éclaireur de la population AIP Côte d’Ivoire-AIP/ La pisciculture et ses infrastructures expliquées aux élèves de Tiébissou et de Didiévi

CAN’2022: IDJ promete apoio em tempo recorde à FCF


  8 Décembre      20        Sport (7393),

   

Cidade da Praia, 08 Dez (Inforpress) – O Instituto do Desporto e da Juventude classificou de excelente o encontro realizado com a FCF e que “serviu para alinhar expectativas, estratégias e definição do tempo recorde em termos de decisão” do apoio à selecção ao CAN’2022.
À Inforpress, o presidente do Instituto do Desporto e da Juventude (IDJ) disse que a Federação Cabo-verdiana (FCF) exprimiu a sua expectativa e que a instituição que dirige vai dar respostas rápidas, com vista a participação de Cabo Verde na 33ª edição do Campeonato Africano das Nações, CAN’2022, que vai ser disputado de 09 de Janeiro a 06 de Fevereiros nos Camarões.
Frederic Mbassa disse que dentro das suas possibilidades, o IDJ vai disponibilizar o total apoio, assegurando que neste momento a FCF já tem assegurada a parte logística, de entre outras, que o Governo vai entrar com a parte financeira e que dará uma resposta brevemente para que o apoio chegue na altura certa, já que a prova africana já está à porta.
“Não há nenhuma dúvida. Foi um excelente encontro e estamos completamente alinhados no que deve ser a nossa participação neste desafio da Nação”, assegurou Mbassa, ressaltando que em Cabo Verde o Estado continua a ser o principal financiador do desporto, ao contribuir de forma “clara e decisiva#, mas também a nível das infraestruturas desportivas, quer seja do Governo central, quer das autarquias.
Daí, considerou determinante que o país consiga alinhar expectativas e estratégias, principalmente, para que se possa tornar o desporto em algo rentável, isto é, que possa criar e gerar receitas, principalmente para os clubes, associações e federações, de forma a se criar o mercado/negócio à volta do desporto.
Cabo Verde partilha o Grupo A com as selecções nacionais da Etiópia, do Burquina Faso e dos anfitriões dos Camarões.
A FCF já idealizou um plano orçamental que ultrapassa os 30 mil contos, estando os trabalhos de preparação agendados para 26 do corrente na Cidade da Praia.

Dans la même catégorie