MAP Forum économique Maroc-Mauritanie : Création d’une task force pour le rapprochement des communautés d’affaires MAP Trois civils tués par des hommes armés dans l’Extrême-Nord du Cameroun MAP Six morts dans une attaque d’hommes armés dans le nord du Nigeria MAP La visite du Président du Gouvernement Espagnol au Maroc inscrit les liens entre les deux pays dans une trajectoire d’évolution constante (Pdt de l’ECOSOCC de l‘Union africaine) MAP L’Espagne accorde un intérêt particulier au Maroc en tant que « pont stratégique » entre l’Afrique et l’Europe (expert sénégalais) MAP L’Afrique du Sud devrait s’endetter davantage pour couvrir ses dépenses élevées (experts) MAP Le Maroc, « un modèle en matière de sécurité et de coopération dans la région » (Commandant de l’US Africom) APS SENEGAL-MONDE-DIPLOMATIE / Le Sénégalais Mohamed Malick Fall, nommé coordonnateur des Nations Unies au Nigeria APS SENEGAL-SOCIETE-HYDRAULIQUE / Magal de Daroul Moukhty : les dispositions prises pour un bon approvisionnement en eau potable, selon le DG de l’OFOR APS SENEGAL-ARTISANAT-FINANCEMENT / La DER octroie un financement de près de 32 millions à 104 artisans bijoutiers

CEDEAO: Dois quadros cabo-verdianos vão ainda este ano integrar equipa do BIDC


  11 Mai      61        Economie (20481),

 

Cidade da Praia, 11 Mai (Inforpress) – Dois quadros cabo-verdianos vão ser seleccionados para, ainda este ano, integrar a equipa do Banco de Investimento e Desenvolvimento da CEDEAO (BIDC), anunciou hoje o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia.
O governante cabo-verdiano, que recentemente assumiu o cargo de presidente do Conselho dos Governadores desse banco regional, salientou que não faz sentido que o país esteja a presidir um órgão tão importante e não ter nem sequer um cidadão cabo-verdiano a trabalhar nessa instituição.
Este assunto esteve em cima da mesa durante a missão de cinco dias que o presidente do BIDC, George Agyekum Donkor, efectuou à Cabo Verde e que terminou hoje.
“Discutimos isso durante esses dias. Infelizmente não temos quadros cabo-verdianos no banco. Não faz sentido que eu seja presidente do conselho de governadores, que não haja nenhum cabo-verdiano a trabalhar neste banco. Portanto, é uma situação que tem de ser corrigida rapidamente e estamos de acordo e vamos nos próximos dias tentar seleccionar dois candidatos cabo-verdianos”, disse em conferência de imprensa conjunta para balanço da missão.
Olavo Correia explicou que a escolha vai recair sobre os candidatos com capacidade, ‘know-how’ e valências em áreas tecnológicas, económicas e financeiras e com motivação e bom nível em termos de grau académico e a nível linguístico.
“Portanto, ainda este ano, segundo nós acordamos durante esta missão, dois cabo-verdianos vão trabalhar no banco. Vamos receber os currículos e analisar juntamente com o Banco e tomar a decisão. Portanto, tem de ser pessoas com bom conhecimento técnico, económico e financeiro e estejam motivadas para esse desafio internacional e representar bem Cabo Verde e dar um bom contributo para o nosso banco”, sustentou.
A intenção do Governo, conforme indicou Olavo Correia, é que Cabo Verde tenha cada vez mais cidadãos ao nível de diversas instituições internacionais.
Em funções desde Janeiro de 2004, o BIDC é a primeira instituição regional de financiamento do investimento e desenvolvimento na África Ocidental e um instrumento eficaz na luta contra a pobreza, na criação de riqueza e na promoção do emprego tendo em vista o bem-estar das populações da região.
Tem sua sede em Lomé, no Togo, e intervém na forma de empréstimos directos de longo, médio e curto prazos, investimento de capital, concessão de linhas de crédito e estabelecimento de acordos-quadro de refinanciamento, operações de engenharia e serviços financeiros.

Dans la même catégorie