AIP Communiqué du Ministère de la Santé et de l’Hygiène Publique : Point de la situation de la COVID-19 au 20/09/2020 APS VINGT-SIX NOUVELLES INFECTIONS DE COVID-19 APS MACKY SALL SOULIGNE L’IMPORTANCE POUR LES PRODUCTEURS DE CONSTITUER DES COOPÉRATIVES AGRICOLES AIP Les membres du Rotory de Daloa et de Bouaflé à œuvrer pour le bien-être des populations malgré la pandémie de la Covid AIP Les leaders communautaires de Man sensibilisés sur la pratique de l’avortement thérapeutique AIP Cinquante tricycles remis aux femmes du Gôh, dans le cadre du programme social du gouvernement AIP Le plan national de gouvernance expliqué aux acteurs de la société civile de Daloa AIP Une campagne de sensibilisation sur la prévention des conflits électoraux lancée à Man AIP Une coordination des cadres du RHDP de Ferkessédougou installée AIP Le Conseil régional du N’zi offre des complets de pagne aux femmes de la région

CEO da CV Airlines reconhece que apesar de “numerosas conversações” ainda “não há acordo” entre os principais accionistas


  10 Août      20        Economie (9692),

   

Cidade da Praia, 10 Ago (Inforpress) – O CEO da CV Airlines, Erlendur Svavarsson, em carta dirigida aos trabalhadores, reconhece que, apesar de “numerosas conversações e boas intenções”, ainda “não há acordo” entre os principais accionistas sobre o financiamento futuro e liquidação de dívidas passadas.

“A nossa mais profunda esperança é que todas as partes cheguem a acordo nas próximas semanas”, escreveu CEO da CV Airlines, em carta a que a Inforpress teve acesso e que foi endereçada aos trabalhadores no dia 08 de Agosto.

Na missiva, apela aos seus colaboradores a continuarem a estar “preparados” porque “muitos mercados-chaves, como Brasil, os EUA e os países europeus, à parte de Portugal”, possam ainda estar fechados por muito tempo.

“Continuaremos, no entanto, a prepararmo-nos para ressuscitar a Cabo Verde Airlines, conectando quatro continentes do nosso centro no Sal, assim que as restrições aos voos de e para Cabo Verde forem levantadas”, afirmou Erlendur Svavarsson, acrescentando que a transportadora aérea nacional “não teve passageiros nas últimas 20 semanas e pode não ter voos nas próximas oito semanas”.

Para o CEO, esta situação obrigou a gestão da empresa a tomar “algumas decisões difíceis” em termos de despedimentos e rescisão permanente dos contratos de trabalhos”.

“Estes são passos necessários, mas difíceis e eu entendo a frustração sentida por aqueles que desejam continuar a trabalhar, mas não poderão, pelo menos a curto prazo”, lê-se na carta.

O CEO da CV Airlines reconhece que a situa é “muito complicada” e que muitos dos colaboradores estão a sofrer “perturbações nos fluxos de caixa domésticos, incapazes de pagar contas e cobrir outros custos de funcionamento”.

“… A gestão executiva ainda não tem uma mensagem clara dos principais accionistas sobre o financiamento e desenvolvimento imediato e futuro da companhia aérea”, sublinhou Erlendur Svavarsson, para quem “muitos passos foram e continuam a ser dados para garantir que os fundos necessários sejam disponibilizados para cumprir as obrigações da folha do pagamento”.

Dans la même catégorie