AIP La 1ère session de la Commission nationale d’éligibilité au statut d’apatride ouverte MAP Variant Omicron : Un premier cas confirmé au Sénégal (institut) AIP Le préfet N’guessan Germain salue le leadership de la directrice de l’AIP AIP Frédéric Lapyere propose des politiques incitatives pour des secteurs créateurs d’emploi vert AIP Des améliorations notées dans le renforcement de la cohésion sociale dans la Bagoué AIP Anne Ouloto annonce un nouveau statut général de la Fonction publique AIP Point de la situation de la COVID-19 au 04/12/2021 AIB Koulpelogo: la diaspora vivant en Allemagne offre une machine à laver au CMA de Ouargaye AIB Koulpelogo: la diaspora vivant en Allemagne offre une machine à laver au CMA de Ouargaye APS LA JOURNÉE DE NETTOIEMENT ‘’BËSUP SETAL’’ VA AMÉLIORER LE CADRE VIE DES POPULATIONS (MINISTRE)

CIRGL tem orçamento de USD 19 milhões


  20 Novembre      87        Politique (19589),

   

Luanda,20 de Novembro (ANGOP) – Dezanove milhões de dólares norte-americanos estão disponíveis para a gestão das necessidades da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL) até 2021.

Esta informação foi prestada, nesta sexta-feira,20, à imprensa pelo ministro das Relações Exteriores, Téte António, no final da 8ª Cimeira de Chefes de Estados e de Governos da CIRGL, decorrida por videoconferência, e que contou com participação do Presidente João Lourenço.

Na ocasião, o chefe da diplomacia angolana realçou a importância da introdução de boas práticas na gestão das finanças da CIGRL, pelo facto de Angola ter assumido nesta sexta-feira, pela segunda vez, a presidência do órgão regional, em substituição da República do Congo.

Informou que, a partir de agora, haverá a prática de auditoria às finanças da organização, bem como foi decidida a elaboração de um cronograma de cumprimento obrigatório, fundamentalmente com relação as cotas.

Quanto aos relatórios sectoriais, com realce para o da Defesa, adiantou que os líderes abordaram a situação dos conflitos na República Democrática do Congo(RDC), República Centro Africana (RCA), Sudão do Sul e Sudão.

Os Chefes de Estados falaram também das sanções impostas pela comunidade internacional a alguns países da região. No concernente a situação sanitária, sublinha-se a criação de uma rede de peritos em matéria de saúde, para fazer face aos problemas do sector.

A Cimeira decorreu sob o lema “Promover a implementação do pacto sobre a paz, estabilidade e o desenvolvimento na Região dos Grandes Lagos, intensificando a cooperação económica regional e o desenvolvimento”.

A CIRGL foi criada com o objectivo de resolver questões de paz e segurança, após os conflitos políticos que marcaram a região, em 1994. São membros da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos, além de Angola, o Burundi, a República Democrática do Congo, República Centro Africana, o Rwanda, Sudão, Sudão do Sul, Tanzânia, Uganda, Zâmbia e República do Congo.

Dans la même catégorie