AIP Météo: des activités pluvio-orageuses annoncées dans le Sud du pays (Sodexam) AIP Ouverture de a 37e session de la Conférence ministérielle de la Francophonie ouverte AIP Près de 4600 personnes vivent de la pêche à Sassandra AIP Une journée de « consolidation des acquis de la paix » organisée à Danané Inforpress Presidente da Câmara Municipal do Porto Novo destaca importância da formação de cuidadores de dependentes Inforpress São Vicente: CNPD espera mudança de lei de protecção de dados ainda este ano ANP Lancement à Tahoua du festival des diversités culturelles sous le sceau de la paix, l’inclusion sociale et le développement GNA GES Directors, PROs urged to intensify education on the GLRP GNA We have almost 100 percent of materials for election 2020- Kpando EC office GNA Hundreds throng North Tongu parliamentary debate

Comércio/Lançada campanha sobre sensibilização e consumo de produtos locais na UEMOA


  20 Octobre      21        Société (25167),

   

Bissau, 20 out 20 (ANG) – O governo através do Ministério de Comércio e Industria lançou hoje uma campanha de sensibilização e consumo de produtos locais no espaço da União Económica Monetária Oeste Africana(UEMOA).

O acto realiza-se no âmbito da 1ª Edição das celebrações de outubro como mês de consumo de produtos locais no espaço sub-regional, que decorre sob o lema: “nô consumi nô produto pa nô mindjoria nô saudi”.

Ao presidir a cerimo
nia de abertura do evento, o ministro de Comércio e Indústria, António Artur Sanhá desejou que a segurança alimentar nacional e sub-regional com produtos locais, sobretudo, biológicos e de grande valor nutricional, ou seja que o alcance da segurança alimentar se faça com produtos cultivados e transformados localmente.

Segundo o ministro, a celebração de outubro como mês de consumo de produtos locais, foi adotada no final de uma reunião realizada no dia 25 de outubro de 2019, em Burkina Faso, pelos Ministros de Comércio e Indústria da (UEMOA), com o objectivo de intensificar e promover o consumo local e da sub-região.

“É nesta base que se organiza a presente campanha, com uma duração de uma semana e visa sensibilizar as populações sobre a valorização dos produtos locais”, afirmou o ministro de Comercio e Indústria.

O presidente da Associação Nacional dos Agricultores da Guiné-Bissau, ANAG, Jaime Gomes Boles considerou de importante o consumo de produtos locais, e sustenta que contribui para a melhoria das condições de vida dos produtores.

Por isso, Boles exorta o governo no sentido de prestar mais atenção ao sector agrícola, em termos de investimentos, para assegurar o aumento da produção, por forma reduzir a importação dos produtos alimentícios.

Em representação da Associação das Mulheres de Actividade Económica (AMAE), Antónia Adama Djaló pediu ao executivo para reduzir os impostos sobre os produtos cultivados localmente, porque, segundo ela, as taxas são iguais aos produtos importados e que isso cria difi
culdades às mulheres nas suas actividades.

Exortou ainda o governo a apoiá-las para que possam legalizar as cooperativas já criadas pelas diferentes organizações das mulheres de actividades economicas, sem meios financeiros para o efeito.

Para o representante residente da UEMOA na Guiné Bissau, Bertin Fèlix Comlanvi, os Estados membros, por via desta iniciativa, são convidados a intensificar as acções de promoção do consumo de produtos locais dentro do espaço da UEMOA.

“O objectivo principal desta iniciativa é a criação de um espaço de diálogo entre consumidores e produtores locais, e das condições de promoção da economia local”, disse.

Dans la même catégorie