AIP Six morts dans un éboulement sur un site d’orpaillage près de Loho à Niakara AIP Psgouv 2020: plus de 200 pompes à motricité humaine réparées ou remplacées dans le N’zi AIP Le maire de Samatiguila reconnaissant à sa population pour la victoire de Ouattara MAP Nigeria : Au moins 110 civils tués dans une attaque terroriste MAP Football : Décès de l’ancien international sénégalais Bouba Diop à l’âge de 42 ans APS FOOTBALL : LA GAMBIE REMPORTE LE TOURNOI DE LA ZONE OUEST A DE L’UFOA APS DES ÉLÈVES DE SAINT-LOUIS SENSIBILISÉS SUR LES VIOLENCES BASÉES SUR LE GENRE ANP Maradi : le Chef de l’Etat lance les travaux d’aménagement et de bitumage de la route Mayahi-Tessaoua-frontière du Nigéria GNA NCCE urges political activists to eschew violence ahead of elections GNA CSOs urged to build stronger partnership to champion agro-ecology

Comité Paralímpico Cabo-verdiano lança ténis em cadeira de rodas


  3 Novembre      9        Sport (4611),

   

Cidade da Praia, 03 Nov. (Inforpress) – O Comité Paralímpico Cabo-verdiano (COPAC) tem em acção um curso de treinamento em ténis em cadeira de rodas, no Cube de Ténis da Praia, na Várzea, como forma de implementar a prática desta modalidade junto dos atletas paralímpicos.
Ministrada pelos universitários Kleiton Fonseca e Danielson Mende (estagiário do COC) ambos no final do curso de Educação Física, esta acção de formação que decorre semanalmente às 09:00 de sábado, já conta com a participação de atletas provenientes da escola “Mon na Roda” (especialista em dança em cadeira de rodas) e atletas paralímpicos da COPAC.
Kleiton Fonseca, que se mostra agradado com o entusiasmo dos cinco atletas com quem já trabalha, adiantou à Inforpress que pretendem nos próximos dias contar com um número bem maior de participantes, com vista a despertar a atenção dos possíveis praticantes para uma modalidade que ainda não é vulgarizada em Cabo Verde.
“A nossa ideia é despertar o gosta pela modalidade junto dos atletas para podermos avançar com um projecto para que os atletas possam competir no ténis em cadeira de rodas a nível paralímpico”, explicou Fonseca que conta inicialmente com os atletas da região desportiva de Santiago Sul.
Sublinhou que futuramente, o projecto passa por estender a modalidade a outras regiões como o Sal, São Vivente e Santo Antão, onde já existem campos de treinos, alegando que o COPAC está motivado neste lançamento.
Está é mais uma parceria do COPAC, quem tem feito uma verdadeira aposta a nível de inclusão social, já que tem organizado competições regulares a nível de voleibol sentado, basquetebol em cadeira de rodas, atletismo em cadeira de rodas, levantamento de pesos de entre várias outras provas paralímpicas.

Dans la même catégorie