MAP L’ambassadeur Hilale saisit le SG de l’ONU et le CS sur les violations des droits de l’Homme dans les camps de Tindouf MAP Conférence de l’Institut américain «Brookings»: M. Bourita met en avant les réformes audacieuses du Maroc sous l’impulsion de SM le Roi MAP L’initiative noble de SM le Roi d’aider les pays africains en temps de pandémie, un modèle de solidarité intra-africaine (ministre kényane des AE) MAP Jusqu’à 500 millions de DH pour l’aménagement de Harhoura, une destination touristique prisée MAP Hilale démystifie auprès du SG de l’ONU et du CS la campagne hystérique de l’Algérie et du « polisario » sur la situation au Sahara MAP M. Amara plaide pour une mise en œuvre optimale du chantier de l’éducation routière MAP Rencontre à Oujda sur le droit d’accès à l’information APS LE GOUVERNEMENT INVITÉ À HÂTER LA CONCRÉTISATION D’UN PROJET DE POLYCLINIQUE DE DERNIÈRE GÉNÉRATION APS MACKY SALL VA SE FAIRE VACCINER, JEUDI (MÉDIA) APS VACCINATION : MACKY SALL PRÔNE UN ’’PLAIDOYER SOUTENU’’ ET UNE ’’MOBILISATION COMMUNAUTAIRE’’

Construção de vias rodoviárias/Cidadãos elogiam iniciativa do Presidente da República e pedem colocação de quebra-molas


  23 Février      11        Société (29177),

   

Bissau, 23 Fev 21 (ANG) – Alguns cidadãos guineenses manifestaram as suas satisfações com as obras de alcatroamento de algumas estradas em Bissau, mas temem pelo excesso de velocidade e pedem a construção de quebra- molas, como forma de reduzir os riscos de acidentes.

O governo guineense, por iniciativa do Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló, através de apoios de alguns chefes de Estados dos países da sub-região, iniciou desde Setembro de 2020 a construção das estradas de subida de “Cabana”, baptizado com o nome do Presidente senegalês, Macki Sall e da “zona 7”, agora com o nome do Presidente congolês, Dennis Sassou Nguessou, numa distancia de pouco mais de dois quilómetros.
Ouvidos hoje pela Agência de Notícias da Guiné (ANG) sobre as vantagens do alcatroamento das estradas em causa, Feliciano Mendes, Sábado Sunquê, Jenito Augusto Fonseca, Jano António Té, Virgílio Pedro Sá e Artemisa Florindo Batista foram unânimes em defender não só a construção de quebra-molas na Avenida Dinnis Sassou Nguesso, para reduzir a velocidade e consequentemente os riscos de acidentes, bem como uma gestão rigorosa por parte da Câmara Municipal de Bissau dessas vias, para impedir a prática de actividades comerciais nos passeios, assim como nas faixas de rodagem.

Feliciano Mendes disse estar muito satisfeito com a construção da Avenida Macki Sall, que está na fase final, frisando que, agora cabe a Câmara Municipal de Bissau assumir a sua responsabilidade, enquanto gestor da cidade para não permitir que a estrada seja invadida pelos comerciantes, à semelhança do que acontece na Avenida dos Combatentes da Liberdade da Pátria, para facilitar a circulação de carros e das pessoas.

Sábado Sunquê defendeu a conservação da infraestrutura para o bem do país e pediu a Câmara Municipal de Bissau para impedir as vendas de produtos nas bermas de estradas, tanto na Avenida Macki Sall como na Dennis Sassou Nquesso, após a conclusão das obras.

Jenito Augusto Fonseca elogiou o empenho do Presidente da República da Guiné-Bissau em apoiar o executivo na melhoria de condições das estradas da capital guineense.

Relativamente as actividades comerciais que fazem ao longo da estrada ainda em construção, Jenito Fonseca disse que a Câmara deve ter outra atitude agora e após a entrega da estrada para impedir a referida prática.

Por sua vez, Jano António Té considerou de bom a ideia do Chefe de Estado em atribuir a rua o nome de Dinnis Sassou Nguesso, porque graças a essa iniciativa, a referida estrada que, há vários anos, se encontrava em estado de degradação, está agora a ser alcatroada.

“O alcatroamento dessa estrada ( Avenida Dennis Sassou Nguesso,) vai facilitar a deslocação dos seus moradores para o centro da cidade e no transporte de doente para o hospital Simão Mendes e não só”, afirmou Jano Té.
Instado a falar do tamanho da estrada, Jano Antoni Té lembrou que o troço está a ser construído com o apoio do Presidente da República do Congo, por isso não é possível aumentar a sua largura devido aos custos de indeminização aos proprietários dos imóveis construídos ao longo da estrada.

Virgilio Pedro Sá qualificou de muito bom a reabilitação da estrada e agradeceu igualmente ao Presidente guineense Umaro Sissoco Embalo.

Disse que a requalificação dessas vias facilita a circulação de transportes urbanos, conhecidos por toca-toca e consequentemente no acesso das pessoas ao centro da cidade e instituições de atendimento sociais.

Virgilio Sá pediu ao executivo no sentido de proceder com os trabalhos de melhorar as condições das estradas em todo território nacional.

Artemisa Florindo Batista pediu ao Presidente da República a proceder com o alcatroamento de estradas não só de Bissau, mas também as das regiões do interior do país, para facilitar, principalmente, o transportes de doentes para Bissau.

Dans la même catégorie