AIP Le Conseil régional remet des ambulances médicalisées à trois villages de l’Indénié-Djuablin AIP Des stratégies pour améliorer la gestion des impôts et les recettes fiscales à San-Pedro AIP Vers l’organisation d’un tournoi de Basket-ball dans l’Iffou et le Moronou AIP Le budget primitif 2021 du Conseil régional du Gontougo adopté AIP 158 enseignants du primaire formés aux nouvelles methodes pédagogiques en mathématiques AIP Le nouveau président de la JCI Aboisso place son mandat 2021 sous le signe de la redynamisation des acquis AIP Un parti proche de GPS annonce son retour au RHDP (Déclaration) AIP Une opération de don de sang organisée par la mission islamique Ahmaddyya à Nassian GNA COVID-19: Hospitals running out of test kits in Accra GNA Ada community in Ashaiman forms association for development

Cooperação aduaneira/Vice-presidente da Organização Mundial das Alfândegas para África encontra-se no país


  13 Janvier      10        Société (27347),

   

Bissau,13 Jan. 21(ANG) – O vice-presidente da Organização Mundial das Alfândegas para a região da África Ocidental e Central chegou terça-feira ao país para uma visita de quatro dias com o objectivo de se inteirar da situação das reformas em curso nas alfândegas da Guiné-Bissau.

Em declarações à imprensa, a margem do encontro com os responsáveis das Alfândegas da Guiné-Bissau, Guénolé Mbongo Koumou, igualmente director geral das Alfândegas do Congo Brazzavile, disse estar satisfeito pelo convite formulado pelas autoridades guineenses para visitar o país.

Salientou que encontra-se na Guiné-Bissau graças as excelentes relações de amizade existentes entre os presidentes Umaro Sissoco Embaló e Denis Sassou Nguesso, acrescentando que de outra parte devido ao facto de o  Congo Brazzaville assumi a Vice-presidência da Organização Mundial das Alfândegas.

Guénolé Mbongo Koumou sustentou que a Guiné-Bissau é um país fértil
e que deverá por natureza beneficiar de um acompanhamento e transmissão de- experiências da República do Congo na implementação do seu programa de reformas.

“No quadro da Organização Mundial das Alfândegas, através das suas estruturas regionais, vamos envidar esforços no sentido de apoiar as autoridades aduaneiras da Guiné-Bissau para ter uma administração mais eficaz”, garantiu.

O Director-geral das Alfândegas, Doménico Sanca admite que,  com a  influência de Koumou, as Alfandegas da Guiné-Bissau terão apoios para capacitar os seus agentes, para melhor cumprirem as suas missões.

Disse ser uma visita  importante, depois da receção do  chefe da Alta Autoridade Aduaneira da Gâmbia e de uma visita ao Senegal.

“Estamos a tentar abrir o nosso país, em particular as Alfândegas para que possamos sementar uma cooperação bilateral e multilateral e angariar apoios de forma a modernizar as Alfândegas da Guiné-Bissau”, frisou.

Dans la même catégorie