AIP Laurent Tchagba lance le projet de renforcement de l’alimentation en eau potable de Séguéla AIP Prières et bénédictions pour la paix à la mosquée de Gbéléban AIP Tricycles, motos, tables-bancs et ciment offerts aux populations du N’zi AIP Les cours se déroulent normalement à Toulepleu GNA GAEC inaugurates Technical Staff Association GNA Population and Housing Census to begin in April 2021 GNA Confluent Media calls for public cooperation on upcoming SDG peace survey GNA Media should be responsible in crises reporting – Oppong Nkrumah APS LE COÛT DE CONSTRUCTION DES LOGEMENTS NEUFS EN HAUSSE DE 0, 5 % AU 2E TRIMESTRE APS DES AGROPOLES POUR DÉCONCENTRER LE TISSU INDUSTRIEL

Cooperação militar/Forças da Ecomib terminam missão


  11 Septembre      15        Militaire (302), Politique (12147),

   

Bissau, 11 set 20(ANG) – O contingente das Forças de Interposição da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (Ecomib) que se encontra no país há oito anos, terminaram hoje a missão.

A cerimonia da despedida das Forças de Ecomib decorreu esta quarta-feira em Bissau e foi presidida pelo Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló, na presença de Chefes de Estado-Maior General das Forças Armadas da Guiné-Bissau, do Senegal  e representantes das organizações internacionais residentes no país.

No acto, as autoridades nacionais condecorar
am o chefe das forças de contingente militar da Ecomib, David Kabre e todo o  estaf do seu Estado Maior com medalhas e diplomas de méritos.

Na ocasião, o Presidente da República salientou  que é com o objectivo de contribuir para a consolidação da paz, estabilidade política no país, que se instalou a referida força militar e paramilitar no país, denominada ECOMIB na sequência do golpe de Estado de 2012 até esta data.

Enalteceu as forças de defesa e segurança nacional por continuarem a não se imiscuir desde de 2014 nos assuntos políticos, permitindo assim o  país estar em paz e estabilidade.

“Tendo em conta os progressos registados no país, no que concerne ao funcionamento das instituições da República, designadamente da Assembleia Nacional Popular(ANP) e do governo, a  CEDEAO decidiu retirar a missão de ECOMIB na Guiné Bissau, instalada desde  2012, com base nas recomendações da 57ª  Cimeira  dos Chefes de Estado e Governo da CEDEAO realizada à 7 de setembro deste ano”,disse.

Por outro lado, afirmou que tendo em conta ainda o papel relevante desempenhado pelas forças da ECOMIB na defesa e segurança das instituições da Republica, em particular dos titulares dos órgãos da soberania e na consolidação da paz, estabilidade política na Guiné-Bissau, por estes factos e em cumprimento do pedido do governo, decidiu-se o agraciar todo o contingente militar da Ecomib com medalha Ordem Nacional de Mérito, Cooperação e Desenvolvimento.

O Presidente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, Jean Caude Kassibrou disse que a missão da Ecomib foi cumprida com muito trabalho, sacrifício e determinação.

Jean Caude Kassibrou enalteceu a boa cooperação entre as forças de defesa e segurança nacional com as de Ecomib durante o período de vigência da missão.

Disse que as forças de Ecomib  cumpriu com sua responsabilidade com abnegação, determinação  e  eficácia para estabilização da Guiné Bissau e o retorno à normalidade.

Por sua vez, o comandante das forças de ECOMIB, David Kabre disse esperar que a  paz, estabilidade e segurança  alcançada seja preservada mesmo com as suas partidas e provavelmente da UNIOGBIS.

Disse que a presença do  Presidente da Republica da Guiné Bissau, do representante da CEDEAO, assim como dos chefes das forças Armadas dos países da organização e da comunidade internacional, demonstra o reconhecimento da trabalho feito pelas forças de ECOMIB, para a estabilização da Guiné-Bissau.

As forças de ECOMIB que deixam o país é composta por três países, nomeadamente Burquina Faso, Nigéria, e Senegal e conta com um efectivo militar e paramilitar  de mais 600 homens.

Dans la même catégorie