AGP Mandiana/Environnement : Des dispositions à prendre pour diminuer toute forme d’exploitation de l’or pour éviter la dégradation. GNA 350,000 existing ECG customers to benefit from Pokuase BSP GNA Partner with religious groups to attain immunization targets – MCE GNA Political violence due to family breakdown, high unemployment-Survey GNA Mineworkers’ Union calls for free and fair elections GNA Intensify voter education to reduce spoiled and rejected ballots-CCOD GNA ISODEC launches election monitoring portal GNA GJA receives support from Coca-Cola and JN Products APS PLUS DE 17 MILLIARDS POUR LE MINISTÈRE DE LA JEUNESSE APS NÉNÉ FATOUMATA TALL ADMET DES LIMITES DANS LA PRISE EN CHARGE DE LA JEUNESSE

Cooperação/Ministro do Comércio e Indústria defende incremento das relações comerciais com China


  29 Octobre      21        Coopération (1179),

   

Bissau,29 Out 20(ANG) – O ministro do Comercio e Indústria afirmou hoje que estão a estudar os mecanismos para o incremento das relações comerciais entre a Guiné-Bissau e a República Popular da China.
Em declarações à imprensa após um encontro mantido com o embaixador da República Popular da China no país, Artur Sanhá afirmou que a visita do diplomata chinês ao Ministério do Comércio e Industria visa estudar mecanismos para imprimir maior dinâmica nas trocas comerciais bem como e identificação das fraquezas existentes ao nível da cooperação.

Questionado sobre que avaliação faz das trocas comerciais entre a Guiné-Bissau e a China, o governante disse que estão numa boa dinâmica, mas que necessitam de um impulso nos domínios dos transportes marítimos e aéreos e para a criação de infraestruturas ao nível de telecomunicações.

Artur Sanhá sublinhou que, em comparação com alguns anos atrás, hoje existem muitos produtos chineses nos mercados da Guiné-Bissau, acrescentando que nota-se igualmente mais chineses com emprendimentos comerciais no país.

O embiaxador da República Popular da China na Guiné-Bissau, Guo Ce está em Bissau há 20 dias .

Disse que a avaliação das relações comerciais entre os dois países foi objecto de análise no encontro com Artur Sanhá.

“Falamos sobre o impulso da exportação dos produtos guineenses para a China especialmente as agrícolas. Constatamos que isso precisa de vários processos nomeadamente, os governos dos dois países precisam de acelerar os protocolos nesse sentido, e estamos a espara do pedido formal da parte das autoridades guineenses para o efeito”, explicou.

Guo Ce informou que no próximo mês de Novembro, a República Popular da China irá realizar a 3ª Exposição de Importação Internacional da China, o que de facto vai ainda ampiliar o processo de trocas comerciais, em especial com os paises africanos.

O diplomata chinês disse estar convicto de que daqui à alguns anos o governo guineense irá melhorar o ambiente de investimento e as tecnologias e que as empresas privadas vão igualmente seguir esse caminho

Dans la même catégorie