ACP ACOFEPE débute ce lundi la phase préliminaire du concours d’orthographe « Une écriture sans faute » ACP Le leadership féminin vu par une ophtalmologiste ACP Un groupe rare de personnes en RDC pourrait être «la clé pour guérir le VIH», selon une étude ACP A côté de la Covid-19, le diabète reste aussi dévastateur, rappelle le CAPSA ACP Deux événements récents marquent la protection de la vie sauvage en RDC, selon l’ICCN ACP Covid-19 : la province du Haut-Katanga a dépassé la barre de 1.600 cas confirmés ACP La RDC appelée à produire de l’énergie électrique à Kankule au Sud-Kivu ACP CRRBac appelle à la mise en place d’un groupe d’experts sur la gestion durable des eaux du Bassin du Congo ACP Le ministre de l’ESU exige à l’UOS/Beni le respect strict du calendrier académique réaménagé ACP 33 causes appelées et jugées après examen en procédure normale et de filtrage à la Cour constitutionnelle

Cooperação/OMA promete apoiar reformas nas Alfândegas da Guiné-Bissau


  15 Janvier      21        Société (29539),

   

Bissau,15 Jan 21(ANG) – O vice-presidente da Organização Mundial das Alfândegas(OMA), para África Ocidental e Central, que se encontra de visita ao país garantiu que esta organização vai apoiar as Alfândegas da Guiné-Bissau na implementação das reformas em curso.

Guénolé Mbongo Koumou, em declarações à imprensa, à saída de uma audiência com o Presidente da República, disse que sem um recurso humano competente, a administração das Alfândegas da Guiné-Bissau dificilmente irá cumprir a sua missão, eficazmente.

“A Guiné-Bissau e a República do Congo Brazaville são dois países com boas relações fraternais e amizade e os chefes de Estado dos dois países são irmãos. A título de exemplo, uma importante avenida de Bissau foi baptizada com o nome de Denis Sassou Nguesso, o que constitui uma marca da união entre os dois povos”, explicou Guénolé Mbongo Koumou, igualmente director geral das Alfândegas do Congo Brazaville.

Adiantou que, nesse sentido e no quadro das relações de cooperação bilateral entre os dois países, irá instruir a administração das Alfândegas do Congo no sentido de apoiar e acompanhar o movimento das reformas da sua congénere guineense.

Aquele responsável disse ainda que no âmbito da Organização Mundial das Alfândegas(OMA), através de direfentes parceiros, irão mobilizar meios técnicos e financeiros necessários para a implementação das reformas em curso nas Alfândegas da Guiné-Bissau.

O Director Geral das Alfândegas da Guiné-Bissau considerou a visita do seu homólogo congolês de “extremamente positiva”, acrescentando que irá impulsionar as reformas em curso naquela instituição, tanto ao nível dos recursos humanos, como das suas estruturas e estatutos.

Doménico Sanca disse que, com o apoio político manifestado pelo Presidente da República e do Governo, estão agora mais encorajados e determinados a avançar com as reformas.

“O ano 2021 que agora se inicia, será decisivo para a Direcção Geral das Alfândegas na implementação do programa da reforma”, prometeu.

O vice presidente da Organização Mundial das Alfândegas para África Ocidental e Central encontra-se desde o dia 12 do corrente mês no país numa visita de quatro dias à convite de Doménico Sanca.

Dans la même catégorie