GNA Parliament set to vet President’s nominees GNA COVID-19: Ghana records more than 600 daily infections AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Deux tonnes de ciment et un million pour soutenir la construction de deux mosquées à Tengrela AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Le ministre KKB attendu dimanche dans le village du président Laurent Gbagbo APS UNE ASSOCIATION FRANÇAISE OFFRE DU MATÉRIEL MÉDICAL À L’HÔPITAL RÉGIONAL DE THIÈS APS PRÉSIDENCE DE LA CAF : AUGUSTIN SENGHOR DIT SE PRÉSENTER EN CANDIDAT FAVORI APS DES PARTENARIATS PUBLIC-PRIVÉ NOUÉS À DIOURBEL POUR OFFRIR DES EMPLOIS À 308 JEUNES APS LE SIÈGE DE LA ZONE A DE L’UFOA SERA DÉLOCALISÉ À DAKAR AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Lancement de la deuxième dose de la vitamine A et de déparasitant à Gbéléban AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Le premier préfet du département de Bonon présenté à la population

Covid-19: Angola recebe vacinas em Fevereiro


  21 Décembre      13        Santé (8674),

   

Luanda,21 de Dezembro (ANGOP) – Angola começa a receber as primeiras vacinas contra a Covid-19 em Fevereiro de 2021, assegurou esta segunda-feira,21, a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, no final da 12ª Sessão do Conselho de Ministros.

Em declarações à imprensa, a titular da pasta da Saúde adiantou que a data está alinhada com a planificação « que Angola recebeu da empresa produtora de vacinas, a Covax ».

« Não virão ao país as 12 milhões, de doses, de vacinas ao mesmo tempo », alertou a ministra, sublinhando que há uma promessa de que até Abril chegarão várias doses.

Segundo Sílvia Lutucuta, as vacinas são uma doação, ou seja, um investimento a fundo perdido da « Iniciativa Covax ».

« Nessa conformidade, eles é que vão financiar as vacinas ». Informou que, neste caso concreto, o Governo angolano vai entrar com os custos operacionais e o reforço da cadeia de frio.

Quanto às condições para receber as vacinas, a ministra Sílvia Lutucuta afirmou que o Executivo angolano vai concluir, até Janeiro de 2021, as condições logísticas, incluindo câmaras de frio para conservação.

O Plano Nacional de Vacinação Contra a Covid-19 foi aprovado hoje pelo Conselho de Ministros e prevê um processo a decorrer em duas etapas.

A primeira contemplará pessoas com mais de 40 anos de idade, bem como pessoas de elevado risco de exposição.

Na segunda etapa serão vacinadas pessoas com idades compreendidas entre os 20 e 39 anos, as vendedoras dos mercados populares, motoristas dos serviços públicos e mototaxistas.

Dans la même catégorie