AIP Six morts dans un éboulement sur un site d’orpaillage près de Loho à Niakara AIP Psgouv 2020: plus de 200 pompes à motricité humaine réparées ou remplacées dans le N’zi AIP Le maire de Samatiguila reconnaissant à sa population pour la victoire de Ouattara MAP Nigeria : Au moins 110 civils tués dans une attaque terroriste MAP Football : Décès de l’ancien international sénégalais Bouba Diop à l’âge de 42 ans APS FOOTBALL : LA GAMBIE REMPORTE LE TOURNOI DE LA ZONE OUEST A DE L’UFOA APS DES ÉLÈVES DE SAINT-LOUIS SENSIBILISÉS SUR LES VIOLENCES BASÉES SUR LE GENRE ANP Maradi : le Chef de l’Etat lance les travaux d’aménagement et de bitumage de la route Mayahi-Tessaoua-frontière du Nigéria GNA NCCE urges political activists to eschew violence ahead of elections GNA CSOs urged to build stronger partnership to champion agro-ecology

Covid-19: “Independentemente do estado em que estivermos é necessário que todos tomem os cuidados” – primeiro-ministro


  3 Novembre      8        Santé (8117),

   

Cidade da Praia, 03 Nov (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, alertou esta segunda-feira a todos os cabo-verdianos para, independente do estado que o País ou ilha estiver, a necessidade de “todos tomarem os cuidados” para evitar a propagação do vírus.
O alerta do chefe de Governo ocorreu dois dias depois da publicação da resolução que mantém o estado de calamidade nas ilhas do Fogo e de Santiago e baixa para o estado de contingência as outras ilhas, com a flexibilização de um conjunto de medidas antes impostas, entre elas as relativamente ao funcionamento dos estabelecimentos e a actividade balnear.
O sinal com a manutenção do estado de contingência na maioria das ilhas do País, adiantou o governante, é de que mesmo saindo do estado de calamidade, como aconteceu com a ilha do Sal, as medidas de protecção devem manter-se.
“Portanto o uso de máscaras, que vai ser obrigatório a partir do dia 05, o distanciamento social e a higienização. Independentemente do estado em que estivermos, é necessário que todos tomem os cuidados, particularmente na ilha do Sal, porque estamos a preparar a ilha para o retorno ao turismo e é fundamental que cada um seja o guardião de protecção”, recomendou.
Ulisses Correia e Silva sublinhou que o controlo da pandemia e a retoma da economia para a salvaguarda dos empregos e dos rendimentos “depende sim” das medidas e da fiscalização, “mas sobretudo” do comportamento de cada um dos cidadãos.
“Nós estamos a flexibilizar algumas medidas, mas a mensagem deve ser a mesma. Se já é possível ir aos ginásios de forma controlada, organizada, a mensagem é que seja feito tudo para que não haja transmissões nos ginásios. Se há abertura para ir às praias a mensagem é que se evite ajuntamentos, que as pessoas se protejam, que haja higienização”, exemplificou.
Ulisses Correia e Silva sustentou que com o cumprimento das regras de distanciamento, da higienização e uso de máscaras, o País estará em condições de, num curto prazo, “aliviar ainda mais” as restrições e sair da situação de calamidade nas ilhas do Santiago e do Fogo.
Para já perspectiva uma “retoma efectiva” do turismo nas ilhas do Sal e da Boa Vista a partir de 15 de Dezembro.
Ulisses Correia e Silva adiantou que o Governo tem estado a trabalhar directamente com os principais operadores turísticos, e informou que já há lançamento de ofertas para a vinda a Cabo Verde de voos organizados.
Contudo, o primeiro-ministro não deixa de ver “com alguma preocupação” a retoma do confinamento em alguns países europeus, como a França e a Inglaterra.
“Não deixem de ser preocupantes. Esta gestão da pandemia é uma gestão semelhante à navegação à vista. A situação pode-se alterar de um dia para outro. Por exemplo na Europa estamos a assistir aquilo que esta acontecer, mas também nos EUA, mas há sempre uma janela de oportunidade”, declarou.
De acordo com dados actualizados esta domingos pelas autoridades sanitárias, Cabo Verde conta com 715 casos activos, 7.981 recuperados, 95 óbitos e dois transferidos, perfazendo um total de 8.793 casos positivos acumulados.

Dans la même catégorie