ANP Zinder : 42 Milliards de FCFA d’investissements réalisés dans le domaine de l’électrification de la région (Ministre) GNA Akufo-Addo advises party members against voting ‘skirt and blouse’ GNA Huawei Seeds for the Future has given us a new ICT Perspective – Beneficiaries GNA Develop right ethical standards, behaviours for organisational growth-Andani APS QUARANTE-TROIS PERSONNES ARRÊTÉES POUR AVOIR SÉQUESTRÉ 353 PERSONNES APS VERS LA CONSTRUCTION ET LA RÉHABILITATION DE 17 INFRASTRUCTURES SPORTIVES APS TAMBACOUNDA : LES DOUANES SAISISSENT PRÈS D’UNE TONNE ET DEMI DE CHANVRE INDIEN APS UN SPÉCIALISTE DE LA COMMUNICATION RAPPELLE L’IMPORTANCE DE L’ÉDUCATION AUX MÉDIAS GNA Fire: GCB Bank closes down Kantamanto branch GNA EU expects credible and peaceful elections – Ambassador Acconcia

Covid-19/Brava: Dia da Cultura e das Comunidades comemorado na Brava e no Maio


  19 Octobre      12        Arts & Cultures (1296),

   

Nova Sintra, 19 Out (Inforpress) – O Dia da Cultura e das Comunidades, assinalado domingo, 18 de Outubro, este ano será comemorado na ilha Brava e do Maio, com concertos musicais e palestras entre escritores e alunos do ensino secundário de ambas as ilhas.
À Inforpress, Hermenegildo Carvalho, conselheiro do Presidente da República pelos assuntos políticos, juventude e desporto, explicou que a Presidência da República já possui a tradição de realizar eventos artísticos e culturais para homenagear as pessoas que “muito fazem pela cultura cabo-verdiana”.
Segundo a mesma fonte, este ano a organização optou por realizar actividades nestas duas ilhas, não só na perspectiva de descentralizar as actividades, mas também tendo em conta o contexto actual devido à pandemia da covid-19, são ilhas que ainda não registam índices elevados de infecção.
“Comemorar o Dia Nacional da Cultura e das Comunidades, é comemorar aquilo que nos une enquanto povo, homenagear os fazedores da cultura, pois ao fim ao cabo, a cultura é aquilo que nos une em qualquer parte do mundo”, disse a fonte, reforçando que a cultura é “a alma de um povo”.
Sendo assim, explicou que não se poderia deixar esta data “singela” passar em branco e esse ano a celebrar na ilha Brava, ilha do Patrono do dia, Eugénio Tavares.
Para ambas as ilhas, foram agendadas palestras sobre o livro e a literatura, e concertos com as bandas musicais criadas no âmbito do Festival Sete Sóis Sete Luas.
Sobre a palestra realizada este sábado, explicou que veio na sequência de uma iniciativa presidencial “Ler mais saber mais”, com o intuito de promover o hábito da leitura, importância da leitura e do livro, para criar nos jovens hábitos e amor pelo conhecimento.
Já o concerto, sublinhou que querem homenagear os músicos, pois, “a classe dos artistas é a que mais tem sofrido com as paragens causadas pela pandemia da covid-19 embora, em Cabo Verde não há uma profissionalização do sector musical”.
Este concerto, enfatizou, “é uma forma de homenagear os músicos e de solidarizar-se com a classe”.

Dans la même catégorie