AGP Gabon/Agriculture: Les ministres de la CEEAC en conclave à Libreville AGP Gabon/Education: La CONASYSED réclame les travaux du dialogue social AGP Gabon: Les centrales syndicales des agents publics lancent un mouvement d’humeur MAP Côte d’Ivoire/présidentielle : un mort et des blessés dans des affrontements MAP Hausse de 51% des engagements de la BAD en faveur des Etats fragiles sur 2014-2019 MAP Gabon : découverte des plus hautes mangroves du monde atteignant 60 mètres ANP Lancement des travaux de construction de la cimenterie de Kao : Concrétisation d’un projet longtemps attendu ! APS LES CHANTIERS DE L’OMVG RÉALISÉS À 95 % À KAOLACK (SG) APS MATAR BÂ PARTICIPE À UN SOMMET INTERNATIONAL SUR LA LUTTE CONTRE LE DOPAGE GNA UN 75th Anniversary: Time for sober reflection

Covid-19/Brava: Protecção Civil e parceiros iniciam terceira acção de sensibilização sobre as medidas de prevenção da covid-19


  16 Octobre      9        Société (23929),

   

Nova Sintra, 16 Out (Inforpress) – Uma equipa constituída pela Protecção Civil, Delegacia de Saúde e Polícia Nacional iniciou os trabalhos de sensibilização e reforço da mensagem que vem sendo transmitida desde o estado de emergência.

António Marcelino, responsável pelo sector da Protecção Civil, explicou em entrevista quinta-feira à Inforpress, que esta é a terceira acção de sensibilização para passagem de informações e cumprimento das normas emanadas pelo Governo, no sentido de prevenção da propagação da covid-19.

“Após a confirmação dos cinco casos positivos e dos outros dois suspeitos, a Protecção Civil e os parceiros decidiram reforçar a mensagem referente às medidas de prevenção, iniciando hoje com a sensibilização e fiscalização pelos estabelecimentos comerciais”, informou este responsável.

Segundo a mesma fonte, esta acção teve como objectivo também de reparar “in loco” se as medidas estão a ser cumpridas sabendo que a situação na ilha já é outra.

“O que temos à frente é a continuação desta acção e, a partir de agora, caso encontremos estabelecimentos e locais que não estejam a cumprir estas normas, serão tomadas medidas sérias porque já devíamos estar em outro patamar”, enfatizou.

Durante esta fiscalização disse constatar que cerca de 90 por cento (%) dos funcionários e clientes estavam a cumprir as medidas de prevenção, assim como verificaram que nestes estabelecimentos encontram-se os materiais de desinfecção, higienização e marcas para o distanciamento.

Mas também, referenciou que nalguns estabelecimentos, mesmo que em percentagem menor, não encontraram as medidas implementadas e os responsáveis foram avisados de que na próxima visita serão aplicadas multas.

Este responsável apela à colaboração de todos os munícipes da ilha, tendo em conta a dimensão que esta pandemia está a tomar, sublinhando que “a ilha não possui muitos recursos materiais e humanos para lidar com esta pandemia como em outros pontos do país ou do mundo”.

MC/HF

Dans la même catégorie