GNA One dead, three injured in Volta Region secessionist disturbance AIP Visite d’Etat dans la Marahoué : Plaidoyer pour un appui technique et financier aux femmes du vivrier de Zuénoula AIP Alassane Ouattara invite les jeunes au travail pour consolider la paix AIP Identification: Le DG de l’ONECI à Bouaké pour s’enquérir de la situation de l’opération sur le terrain AIP Le secrétaire d’État chargé du service civique vante les mérites de son département AIP Des blogueuses se forment à la prévention des discours de haine sur les réseaux sociaux AIP La coordination RHDP du Kabadougou lance sa précampagne AIP Deux comités de veille et de prévention des conflits installés à Bondoukou APS DES JEUNES PÉPITES DE LA CAN U17 COMMENCENT À QUITTER LEUR NID APS BAISSE DE PLUS DE 50 % DES NOUVEAUX CAS DE COVID DANS AU MOINS 6 PAYS AFRICAINS

Covid-19/Ilha do Sal: Dia do Município marcado apenas com missa e procissão devido à pandemia


  16 Septembre      7        Société (23113),

   

Espargos, 16 Set (Inforpress) – O Dia do Município do Sal que se comemora terça-feira,15, efeméride habitualmente celebrada com um leque de actividades culturais e desportivas, este ano passa despercebido, marcado apenas com missa e procissão devido à pandemia da covid-19.

No recinto da Câmara Municipal do Sal nota-se as duas bandeiras hasteadas, a da autarquia e a nacional, para mostrar que o município está em festa, embora sem a habitual sessão solene na Assembleia Municipal (AM), e celebração da festa pagã, que tem como ponto alto o Festival da Praia de Santa Maria.

A propósito, o vereador Herminio Monteiro, que assume as funções de presidente da Câmara Municipal do Sal, em substituição de Júlio Lopes, que concorre pelo MpD a um segundo mandato, justificou que o momento não propicia, não só pela situação de pandemia, mas porque a câmara está, também, no exercício de gestão corrente, por imperativo legal, devido às eleições autárquicas que se avizinham.

“A câmara está no período de gestão corrente, num momento de pré-campanha, não seria de bom-tom a realização de qualquer evento para celebração do Dia do Município”, referiu o autarca, sublinhando, ao mesmo tempo, que a ilha, atravessa um momento “difícil e delicado” por causa da pandemia, já que grande parte das pessoas que vive no Sal depende do turismo.

Optimista, entretanto, quanto ao futuro, Hermínio Monteiro roga a intervenção da Nossa Senhora das Dores, padroeira da ilha, no sentido de ajudar a ilha e a sua gente, a ultrapassar esta adversidade provocada pela covid-19.

“Todos nós devemos juntar e pedir a Deus e a Nossa Senhora das Dores, que nos ajude a superar este momento difícil na vida do país, e da ilha em particular. Esse mal passará e dias melhores virão”, desejou.

Quanto às celebrações religiosas, estas tiveram lugar na cidade de Santa Maria, perante um número significativo de fiéis que, observando as regras de distanciamento social, uso de máscaras, seguia a imagem da santa, num percurso do centro da cidade em direcção à paróquia local.

Neste dia especial, de Nossa Senhora das Dores, e face à pandemia, o padre Adriano Baptista deixou uma mensagem de encorajamento e confiança no Deus que “salva e resgata”, mesmo nos momentos mais difíceis.

O padre Adriano Baptista aproveitou, também, o momento para apelar as pessoas a cumprirem, a respeitarem as orientações sanitárias, para que se possa vencer o novo coronavírus o mais rapidamente possível.

A festa de Nossa Senhora das Dores como hoje a conhecemos, celebrada em 15 de Setembro, teve início em Florença, na Itália, no ano de 1239 através da Ordem dos Servos de Maria, uma ordem “profundamente mariana”.

Nosssa Senhora das Dores ou Mater Dolorosa (Mãe Dolorosa) é um dos vários títulos que a Virgem Maria recebeu ao longo da história. Este título em particular refere-se às sete dores que Nossa Senhora sofreu ao longo de sua vida terrestre, principalmente nos momentos da Paixão de Cristo.

Dans la même catégorie