ANG Política/APU-PDGB se posiciona contra pretensão do PAIGC de liderar novo governo APS LE GOUVERNEMENT LÈVE L’INTERDICTION DU TRANSPORT INTERURBAIN ET RÉAMÉNAGE LA DURÉE DU COUVRE-FEU APS COVID-19 : 89 NOUVEAUX TESTS POSITIFS DONT 15 CAS COMMUNAUTAIRES ANG Covid-19/ Brasil regista recorde diário de mortes com 1.349 óbitos ANG EUA/Procurador-geral agrava acusação contra agressor de Floyd ANG Política/PR pede apoios adicionais para relançar economia ANG Justiça/França decide transferir Félicien Kabuga para um tribunal da ONU ANG Covid-19/PAM inicia voos humanitários periódicos entre Acra e Bissau ANG Covid-19/Ibuprofeno pode aumentar taxa de sobrevivência até 80 por cento MAP L’Espagne rouvrira le 22 juin ses frontières avec la France et le Portugal (ministre)

Covid-19/Praia: Activista social apela a “maior espírito de solidariedade” dos cabo-verdianos na ajuda aos carenciados


  7 Avril      9        LeaderShip Feminin (248), Photos (4044),

   

Cidade da Praia, 07 Mar (Inforpress) – A activista social Sabina Fortes apela a “um maior espírito de solidariedade” dos cabo-verdianos neste momento que o País se encontra em estado de emergência, devido ao covid-19.
Sabina Fortes, que é a presidente da Associação Desportiva Relâmpago, está a promover a campanha “1 kg de alimento”, destinada a angariar cestas básicas para ajudar as famílias mais carenciadas.
Em declarações à Inforpress, adiantou que desde sábado, 04, quando iniciou a campanha, a adesão das pessoas tem sido ” muito fraca”, o que, segundo ela, demonstra “falta de espírito de solidariedade”.
“Devido ao estado de emergência é difícil as pessoas saírem de casa mas está é a hora de ver que o país passa por dificuldade e se uma pessoa doar um quilo de alimento podíamos fazer a diferença”, apelou Sabina Fortes.
Neste sentido, exortou aos praienses, onde a campanha está a ser promovida,a serem mais solidários “num momento em que a união dos cabo-verdianos é o mais importante”.
A recolha dos bens de primeira necessidade, que posteriormente vai ser colocados à disposição da câmara da Praia, será feita com todas as medidas de segurança, como forma de prevenção contra o novo coronavírus.
Os alimentos podem ser também entregues directamente às famílias directamente às famílias carenciadas das localidades periféricas como Pensamento, Calabaceira, Meio de Achada ou Fundo Cobom.
Para o efeito já foi postada uma publicação na sua rede social com os contactos desta colectividade, inclusive da conta bancária do clube, consoante a opção dos interessados.
A recolha deve ser feita na sede da Associação Desportiva Relâmpago, em Palmarejo.
Numa altura em que o País encontra-se em estado de emergência nacional, por causa da prevenção a covid-19, a líder do Relâmpago pediu serenidade de todos no sentido de “ficarem em casa” e seguir as orientações governamentais de entre outros órgãos de soberania, como forma de evitar o contágio e a propagação do novo coronavírus.
Nesta sua mensagem exortou os cidadãos a colaborarem com “críticas construtivas”, baseadas na paz e no amor, afirmando mesmo que caso contrário só estará a atrapalhar o combate a esta pandemia.

Dans la même catégorie