GNA U-20 Women’s World Cup: Ghana suffer another humiliation to exit tournament  GNA Rana Motors partner GFA to launch Qatar OMBC project GNA Thunderstorm or rain expected over transition and northern sector this evening GNA Ghana to mark World Folklore Day with multi-national summit GNA CyberX Africa launches its conference and exhibition 2022 to enhance cyber technology GNA Renew NHIS cards with mobile renewal service – Dr Okoe Boye GNA Ghana loses more than GHc5.6 billion annually in tax revenue GNA Minister of Food and Agriculture inaugurates Twifo Oil Palm Plantation Board GNA Invest for Jobs launches Green SME Networking Festival in Kumasi GNA GIPC Boss urges private sector to explore partnerships for growth

CPLP: Rede de Jovens Parlamentares quer aumentar participação política e ter jovens nos centros de decisão


  22 Juin      21        Politique (20677),

   

Lisboa, 22 Jun (Inforpress) – A Rede de Jovens Parlamentares da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) quer ter mais participação da camada juvenil na política e ter os jovens nos centros de decisão dos seus países.

Esse propósito foi partilhado hoje à Inforpress, em Lisboa, pelo deputado do Movimento para a Democracia (MpD, posição), Luís Carlos Silva, que esteve em representação de Cabo Verde na reunião da Rede de Jovens Parlamentares da CPLP, que aconteceu na Assembleia de República de Portugal na segunda-feira, 20.

“Aprovamos o plano de acção da rede, que tem como pilares essenciais aumentar a participação política dos jovens, uma participação que deve ultrapassar participação activa, queremos os jovens a serem eleitos para podermos levar a energia e sensibilidade dos mesmos para dentro dos centros de decisão”, frisou o deputado.

Para Luís Carlos Silva, os jovens deputados da lusofonia pensam ser necessário uma “maior articulação” de políticas que impactem a juventude nos seus países, sublinhando que existem “casos de sucessos de políticas que devem ser partilhados e implementados nos outros países”.

O encontro também foi uma oportunidade para debater a actualidade política, social e económica dos países da CPLP, sendo que a conclusão, segundo a mesma fonte, “todos estão a sentir as consequências da guerra da Rússia contra a Ucrânia, particularmente pela crise de inflação”.
“É imperativo que os nossos países adoptem medidas para mitigar os efeitos desta guerra, particularmente na juventude que é a maioria da população e que sofre de forma particular estas consequências”, considerou.

Por tudo isso, o balanço que Luís Carlos Silva faz do encontro de Lisboa é “muito positivo”, lembrando que esta é a primeira reunião da rede depois da sua constituição e passagem da presidência a Guiné-Bissau.

A Rede dos Jovens Parlamentares da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa foi criada na reunião da Assembleia Parlamentar da CPLP (AC-CPLP) realizada em Luanda (Angola), em Julho 2019, tendo em vista um “maior reconhecimento” da juventude, que constitui “a maior parte da população” dos países da comunidade.

A CPLP, fundada a 17 de Julho de 1996, é o foro multilateral privilegiado para o aprofundamento da amizade mútua e da cooperação entre os Estados-membros (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Portugal e Timor-Leste).

Dans la même catégorie