MAP « Ce que nous vivons », un ouvrage collectif de réflexion autour du Covid-19 MAP Le Burkina Faso réaffirme son soutien à l’initiative d’autonomie au Sahara MAP Sahara: la Jordanie réitère son soutien à l’initiative d’autonomie dans le cadre de l’intégrité territoriale du Maroc MAP La famille de la Résistance à Guelmim condamne les manœuvres des ennemies de l’intégrité territoriale MAP Dakhla-Oued Eddahab: Plus de 13.000 bénéficiaires de l’initiative royale  »un million de cartables » MAP Des donateurs au chevet du Sahel central : 1,7 milliard USD mobilisé MAP Le Canada s’engage à accroître sa participation au développement du Sahel MAP L’ONU appelle à une action immédiate pour inverser la situation dans la région centrale du Sahel MAP Mysk Marrakech lance la commercialisation de son nouveau projet de luxe MAP Sahel central : l’accès humanitaire est compromis par l’insécurité (PAM)

CPLP/Conselho de Ministros reúne-se em Dezembro para aprovar projecto da mobilidade


  30 Septembre      11        Politique (12101),

   

Bissau, 30 Set 20 (ANG) – O Conselho de Ministros dos Negócios Estrangeiros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) reúne-se em Dezembro para aprovar o projecto de mobilidade, já consensualizado pelos nove Estados-membros da comunidade.

A informação foi avançada terça-feira pelo ministro dos Negócios Estrangeiros e ComuniNGdades de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, enquanto presidente em exercício do Conselho de Ministros da CPLP, no final de um encontro informal do conselho, realizado à margem da Assembleia-Geral das Nações Unidas.

“O documento está consensualizado e nós vamos agora ter o Conselho de Ministros extraordinário dos Negócios Estrangeiros em Dezembro para o aprovarmos em definitivo”, disse.

Depois da aprovação da proposta no Conselho de Ministros extraordinário, esta deverá ser apreciada na Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP, marcada para Julho do próximo ano, em Luanda.

A reunião do Conselho de Ministros em Dezembro, conforme Luís Filipe Tavares, poderá ser presencial ou virtual, dependendo do evoluir da situação da pandemia de covid-19, que também foi um dos assuntos tratados durante a reunião informal realizada hoje por videoconferência.

Sobre a covid-19, o ministro cabo-verdiano indicou que há “forte engajamento” no sentido de continuar a trabalhar com a mesma determinação e o mesmo afinco para debelar esta pandemia que afecta todos os países da comunidade.

“Nós estamos, neste momento a viver um período de grandes incertezas, não sabemos aquilo que vai ser o dia seguinte. Estamos a trabalhar minuto a minuto com muita determinação, com muita força, todos os Governo da CPLP, por forma a mitigar os efeitos tão nefastos para as nossas economias”, declarou.

Conforme adiantou, desde logo ficou o compromisso da partilha de informações e uma articulação “muito forte” em relação à pandemia da covid-19.

“Estamos perante um desafio global e para desafios globais como este temos de ter uma resposta global. É o que nós decidimos aqui, articularmos as nossas práticas políticas, partilhar as informações na certeza de que os nossos ministros da Defesa, da Administração da Interna e da Saúde já debateram esta questão”, disse.

O encontro foi ainda oportunidade para se realçar a necessidade da criação de mecanismos para fazer face às catástrofes a nível da comunidade.

“Vamos continuar a reflexão e o compromisso que assumimos aqui é de continuarmos a fazer essa reflexão a nível dos sectores para voltarmos a debater a questão em Dezembro”, disse.

A CPLP é composta por Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Dans la même catégorie