NAN Commission, NGO train youths on peace building NAN Nigerian develops app connecting Africa, Japan NAN Securing Information System, a must for service delivery, says NITDA ACI CONGO : LE ROTARY CLUB INVITE LES JEUNES DE LA RDC ET DU CONGO A DEVENIR DES LEADERS ACI CONGO : SIGNATURE DE TROIS CONVENTIONS DE FINANCEMENT POUR 21 GROUPES DE PRODUCTEURS NAN Nigeria loses 300,000 tonnes of sugar to smugglers annually — Dangote NAN FRSC warns personnel against delay in response to distress calls ANP Modernisation Etat : adoption d’une loi modernisant le système de l’état civil au Niger ANP Niger : un atelier bilan du 4ème recensement général de la population et de l’habitat en prélude au 5ème RGPH en 2021 NAN BNHA approves Ortom’s request to appoint 26 Special Advisers

« É inaceitável continuarmos a viver sem luz elétrica nas nossas casas », diz Presidente da República


  16 Novembre      39        Science (553),

   

Bissau, 16 Nov 2017 (ANG) – O Presidente da República considerou inaceitável que os guineenses continuassem a viver sem luz elétrica permanente nas suas casas.

José Mário Vaz que discursava na cerimónia do lançamento da primeira pedra para a construção da central elétrica situada na localidade de Bôr, sector de Prabis, região de Biombo, disse que quer luz à preço acessível para todos os guineenses.

O chefe de Estado disse que a construção da referida central elétrica responde as preocupações dos moradores da cidade de Bissau e arredores.

« Estamos nestas funções através dos votos do nosso povo e é para servir o bem comum que estamos aqui. É para o bem de todos que um governante é eleito. Caso contrário não vale a pena sermos governantes », disse.

O Presidente da República sublinhou que quando existem problemas ligados ao povo a missão dos governantes é encontrar as soluções para os referidos problemas.
« Estamos orgulhosos deste investimento porque vai exatamente ao encontro das necessidades do nosso povo », elogiou.

José Mário Vaz afirmou que na sua qualidade de chefe de Estado, faz votos para este esforço no fornecimento da energia seja extensiva ao nível nacional ou seja que a luz da rede pública chegue a toda a população, tanto na cidade como no interior e nas ilhas.

« Pois, só assim será possível proporcionar uma qualidade de vida compatível com as aspirações da vida moderna que todos os guineenses merecem. Todos nós devemos se associar à iniciativas que mudem a vida da nossa população », vincou.

José Mário Vaz revelou que não cansará, enquanto tiver todas as condições garantidas, para que cada guineense viva condignamente na sua cidade, região ou tabanca.

« Quero manifestar em nome da população da Guiné-Bissau a nossa profunda gratidão pelo esforço e acompanhamento que o Banco Oeste Africano de Desenvolvimento(BOAD), a União Económica e Monetária Oeste Africana(UEMOA) e outros parceiros têm feito nesta caminhada com vista a ajudar o nosso Estado nas políticas que visam a redução da pobreza », frisou.

ANG/AC/SG

Dans la même catégorie