MAP Le Maroc se qualifie aux championnats du monde 2020 de cyclisme sur route en Italie APS KAFFRINE ET LOUGA DOTÉES DE 46 FERMES AGRICOLES GRÂCE AU PASA (RESPONSABLE) APS BAISSE DES PRIX DES PRODUITS À L’IMPORT COMME À L’EXPORT EN JUILLET (ANSD) APS COVID-19 : 27,4 % DES ENTREPRISES FORMELLES IMPACTÉES PAR L’ARRÊT MOMENTANÉ D’ACTIVITÉ (ANSD) APS CORONAVIRUS : UN DÉCÈS ET VINGT-SEPT CAS POSITIFS DÉCLARÉS VENDREDI AGP Gabon : Le point des activités du secteur agricole au Premier ministre AIP Côte d’Ivoire-AIP/ COVID-19 : la pandémie a freiné 20 ans de progrès, explique un rapport annuel Goalkeepers AIP Communiqué du Ministère de la Santé et de l’Hygiène Publique « Point de la situation de la COVID-19 au 17/09/2020 » AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Le programme de soutien au secteur des productions alimentaires lancé à Datta (Divo) AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Les discours de haine et la prévention des conflits socio-politiques au centre d’un atelier à Agboville

Eleição na Federação/Comité Executivo cessante marca novo escrutínio para o dia 30 de Setembro


  1 Septembre      11        Sport (4173),

   

Bissau,01 Set 20(ANG) – O substituto do presidente cessante da Federação de Futebol da Guiné-Bissau(FFGB), Manuel Nascimento Lopes, vai ser conhecido no Congresso Extraordinário eletivo do órgão, no dia 30 de setembro, segundo as recomendações da FIFA, entidade que dirige o futebol mundial.

A informação consta numa nota que foi distribuída à imprensa esta segunda-feira, 31 de agosto, no final da reunião do Comité Executivo cessante da FFGB, convocado para analisar a crise prevalecente no organismo e a marcação da nova data do pleito eleitoral.

A marcação da nova data das eleições, vem na sequência da decisão da FIFA, que considerou ilegal a assembleia-geral realizada no passado dia 08 de mês em curso, onde o empresário guineense, Fernando Tavares foi eleito presidente da instituição e instou o organismo a organizar o congresso antes do final do mês de setembro do ano em curso.

Em conferência da imprensa na sede do órgão no final da reunião do Comité Executivo, um dos vice-presidentes cessante da instituição, Mama Saliu Baldé, mostrou total abertura do órgão para permitir que o pleito eleitoral tenha lugar na data marcada.

« Estamos com vontade para que o processo corra com total tranquilidade, permitindo que o novo presidente eleito da FFGB venha de forma natural assumir as responsabilidades que lhe foi confiada pelos associados. Mas eu sei que os problemas a volta do futebol nacional vão continuar mesmo com a realização das eleições », argumentou Saliu Baldé.

Baldé fez lembrar aos dirigentes desportivos que a direção cessante não tem intenção de permanecer no cargo e vão respeitar os resultados do Congresso Extraordinário eletivo do dia 30 do próximo mês.

Para além da divergência entre os dirigentes desportivos sobre o processo do congresso eletivo, a própria Comissão Eleitoral foi também afetada devido ao congresso do passado dia 8, que dirigido pelo primeiro vogal, Abdu Mané.

Confrontado com a crise prevalecente na Comissão Eleitoral liderada por Lino Lopes, Saliu Baldé criticou a postura adotada por Mané, mas reconhece que o dirigente desportivo foi eleito durante um congresso e tem legitimidade de continuar a fazer parte da comissão.

Durante a conversa com os jornalistas, « Mister Baldé », como é conhecido o vice-presidente do órgão, abordou vários assuntos, nomeadamente a suspensão do líder cessante Manuel Nascimento Lopes pela FIFA e iniciativa da Sociedade Civil para encontrar solução para crise vigente na instituição.

Segundo apurou a redação da Rádio Jovem, 6 candidatos vão disputar a liderança da FFGB, nomeadamente Fernando Tavares, Benelivio Cabral Nancassa Insali, Mutaro Bari, Antônio Patrocínio, Paulo Mendonça e Caito Teixeira.

A Comissão Eleitoral confirmou a participação de Teixeira, que chegou a manifestar intenção de apoiar a candidatura do presidente cessante, Nascimento Lopes, que agora foi vedado pela FIFA para participar no próximo Congresso Eletivo.

Na deliberação da marcação da nova data das eleições, a direção cessante da FFGB, alertou aos seus associados que a representação no congresso deve ser feita pelo presidente da direção (clubes ou associações desportivas) ou vice-presidente, secretário-geral ou delegado devidamente credenciado pelo presidente junto da FFGB.
O país vive uma situação bastante complexa no que concerne a transição de poder. A cíclica crise política reinante no país parece atingir com gravidade a federação de futebol, que está debaixo de fogo devido a polémica instalada com a realização da eleição

Dans la même catégorie