APS UN RACKETTEUR SE FAIT PASSER POUR LE GOUVERNEUR DE ZIGUINCHOR APS LA TERRE EST LE PLUS GROS RISQUE DE CONFLIT AU SÉNÉGAL, SELON MACKY SALL GNA Bui gets centre to provide science, technology and robotic education GNA NDC will settle aggrieved customers of Menzgold GNA Oti has no hand in the secessionist uprising – Nana Asiakwa Inforpress Presidente do SIACSA garante que conseguiram resolver as pendências dos vigilantes privados Inforpress Autárquicas 2020: PAICV exorta Governo a parar qualquer acção que vise corromper o eleitorado Inforpress Afrobasket 2021: Seleção nacional de basquetebol defronta hoje o Tchade no primeiro jogo do torneio de Wild Card APS OUVERTURE À DIAMNIADIO DES TRAVAUX DE LA JOURNÉE NATIONALE DE LA DÉCENTRALISATION APS COVID-19 : 24 NOUVEAUX CAS DONT 7 IMPORTÉS

Eleição na FFGB/ Porta-voz do candidato Fernando Tavares acusa Comité Executivo cessante de usurpação de competências


  29 Septembre      15        Politique (12137),

   

Bissau, 29 Set 20 (ANG) – O porta-voz da candidatura do Fernando Tavares (Bené) acusou o Comité Executivo cessante de usurpação de competência alheias.

Em entrevista à Agência de Notícias da Guiné(ANG), Sa

djo Seide criticou a forma como o Comité Executivo cessante que segundo ele, está caduco, pretende realizar as eleições na sala da reunião da Federação uma vez que não tem condições para tal.
“Em vez da persistência na realização da eleição num espaço que não reúne as condições, é preferível alugar ou arranjar um outro espaço que respeita as medidas de distanciamento recomendadas pelo Alto Comissariado para o Covid-19”,afirmou.

Disse ainda que o novo espaço deve respeitar as medidas de distanciamento e também permitir que os delegados acompanhem o acto sem que outros fiquem fora da sala.

Defendeu que, para melhor transparência e para que o processo seja equitativo é necessário que os delegados assistam todo o processo para que no fim possam dar as suas opiniões.

“O Comité Executivo cessante está obcecado em querer fazer o congresso na sala de reuniões da FFGB sem previamente consultar os membros. Para nós é foco de problema porque se as pessoas querem, de facto, a transparência e uma gestão eleitoral criteriosa deve haver o envolvimento dos membros para pronunciarem sobre o assunto”, frisou.

Garantiu que vão continuar com a reclamação para encontrar um espaço melhor para a realização do congresso, sublinhando que não vão participar no congresso à reboque de uma pessoa, mas sim para dar as suas opiniões e votar.

“Não se pode falar de um congresso onde os delegados não sabem onde sentar. Afirmam que existe um ecrã gigante mas ninguém o viu. Nós, enquanto membros da Federação e atores ativos na área do desporto, penso que qualquer medida que vai ser tomada devemos ser informados”, disse.

Sobre a autorização da recandidatura de Carlos Alberto Teixeira vulgo Caito aceite pela Comissão Eleitoral, Sadjo mostrou a sua inquietação perante o facto, explicando que isso só pode ser no caso de a Comissão decidir prolongar o período de apresentação das candidaturas.

“Sabemos que o candidato Caito apresentou a sua desistência junto da Comissão Eleitoral a favor do presidente cessante Manuel Irénio Nascimento Lopes (Manelinho) Nesse caso não pode ter uma deliberação posterior de forma extemporânea que o admite como candidato. Isso mostra que a Comissão Eleitoral admitiu um candidato novo, porque, juridicamente ele extinguiu a sua relação com o processo”, sustentou.

“Se o processo fechou dia 24 de julho passado, não pode sair mais uma deliberação dia 29 que readmite um candidatura que a priori manifestou a sua desistência”, referiu.

Disse estar preocupado com a transparência do processo, e avançou que já têm conhecimento de que está a ser criada uma situação para impedir a entrada de alguns candidatos, o que diz ser fraude eleitoral em preparação.

A nossa reportagem constatou hoje a presença de policias na porta principal da sede da Federação de Futebol da Guiné-Bissau.

Fenando Domingos tavares (Bené) foi declarado vencedor nas eleições ao cargo de presidente da FFGB realizadas a 8 de Julho passado mas que veio a ser anuladas.

Dans la même catégorie