APS JOSEPH KOTO SE VERRAIT PLUS À LA TÊTE D’UNE ÉQUIPE NATIONALE QUE D’UN CLUB APS COVID-19 : DAKAR ET THIÈS RESTENT SOUS COUVRE-FEU POUR HUIT JOURS SUPPLÉMENTAIRES APS RÉFRACTAIRE AU TRAFIC D’INFLUENCE, MARÈME FAYE SALL POUR DES SOLLICITATIONS DIRECTES APS JOSEPH KOTO : ‘’C’EST DIFFICILE DE SUIVRE LE CHAN SANS LE SÉNÉGAL’’ APS LA MAIRIE DE DIAMNIADIO ADOPTE UN BUDGET ANNUEL DE PRÈS DE 3,4 MILLIARDS DE FRANCS CFA APS DES SCIENTIFIQUES SE PENCHENT SUR LA FIABILITÉ DES VACCINS CONTRE LE COVID-19 APS DES SÉNÉGALAIS DE PROVINCES CATALANES RÉCLAMENT UN CONSULAT DE PROXIMITÉ APS ABDOULAYE DIOP : « CHEIKH NGAÏDO BÂ ÉTAIT REMARQUABLE PAR SON ÉLÉGANCE SUR TOUS LES PLANS » APS GRAINES D’ARACHIDE : PLUS DE 46.000 TONNES COLLECTÉES, SELON MODOU DIAGNE FADA AIP COVID-19: Des cas graves en réanimation et sous assistance respiratoire (Ministère)

Eleições ANMCV: MpD quer dirigir conselhos directivo e geral e PAICV propõe presidir à Assembleia-geral


  15 Décembre      16        Politique (14266),

   

Cidade da Praia, 15 Dez (Inforpress) – O MpD avançou hoje que a sua proposta para a eleição dos novos órgãos estatutários da ANMCV visa, no mandato 2021-2024, dirigir os conselhos directivo e geral, enquanto o PAICV quer presidir à Assembleia-geral da associação.
A posição do Movimento para a Democracia (MpD) e do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) foi manifestada pelos representantes dos referidos partidos, em declarações à imprensa, à margem do IX Congresso da Associação Nacional dos Municípios de Cabo Verde (ANMCV), que tem como objectivo eleger os órgãos estatutários da ANMCV para os próximos quatro anos.
O MpD, através do seu porta-voz, Herménio Fernandes que é também presidente da Câmara Municipal de São Miguel, disse que o partido traz para o referido congresso, a proposta para presidir ao Conselho Directivo e ao Conselho Geral da ANMCV.
“Tendo em conta que foi sempre tradição o partido manter ao nível dos órgãos da ANMCV para garantir a pluralidade na representação dos órgãos, o MpD está a negociar com os autarcas do PAICV para garantir também lugares aos seus autarcas nos dois órgãos”, asseverou.
Segundo o porta-voz, a direcção dos dois órgãos deverá ficar com o MpD, lembrando que o partido ventoinha nas últimas eleições elegeu 14 presidentes de câmaras e o PAICV conseguiu eleger oito presidentes de câmaras municipais a nível nacional.
“Para presidir ao Conselho Geral vamos avançar com a presidente da Assembleia Municipal de Ribeira Grande de Santo Antão, Leida Santos, e para o Conselho Directivo vamos avançar com o nome do presidente da Câmara Municipal de São Miguel, Herménio Fernandes”, adiantou, afiançando que irão negociar a participação dos autarcas do PAICV e que estão a trabalhar na criação de uma lista consensual para apresentar as eleições dos órgãos.
“Já fizemos um primeiro encontro de socialização das propostas, há um bom ambiente, estamos a aguardar os autarcas do PAICV fecharem os nomes entre eles, porque da nossa parte fechamos as listas e estamos a trabalhar para que a eleição dos órgãos seja feita num ambiente de consenso porque durante os últimos 4 anos, tivemos um bom ambiente dos trabalhos a nível da nossa associação”, concluiu destacando os ganhos alcançados a nível do poder local.
Por seu turno, o porta voz do PAICV, Walter Évora, presidente da Assembleia Municipal da Boa Vista, asseverou que o seu partido “não aceita açambarcamento dos órgãos por apenas uma única força política”, lembrando que a ANMCV é a associação nacional e não associação de um partido ou do outro.
“Os órgãos próprios da associação têm que reflectir toda a realidade política dos municípios, portanto, nós à partida, não aceitamos que seja açambarcado de certa forma por apenas uma força política”, realçou, reconhecendo que a força maioritária deverá presidir ao órgão executivo, mas que tem sido tradição o partido com menos câmaras presidir à Assembleia-geral da ANMCV.
Quanto aos nomes do PAICV para, nos próximos quatro anos, presidir à Assembleia-geral da ANMCV, caso haja entendimento com o MpD, Walter Évora disse que o partido ainda não concluiu o processo de escolha, mas que provavelmente será Francisco Carvalho, presidente da Câmara Municipal da Praia.
“Estamos a tentar negociar com o MpD para termos uma lista consensual e podemos sair daqui com uma associação que efectivamente represente a realidade nacional a nível dos municípios”, adiantou, apontando, por outro lado, que o PAICV a nível da associação tem propostas concretas para a revisão do estatuto da ANMCV, visando melhorar o funcionamento da referida associação.

Dans la même catégorie