Côte d’Ivoire-AIP/Inter : L’Afrique du Sud lance sa première usine de vaccins contre la Covid-19 Côte d’Ivoire-AIP : Le gouvernement ratifie la convention de 2006 sur le travail maritime AIP : La Côte d’Ivoire fixe des modalités d’introduction d’espèces aquatiques dans ses eaux Côte d’Ivoire-AIP/Inter/ Emmanuel Macron promeut une nouvelle alliance entre l’UE et l’Afrique CAN 2021 : Naby Keita, suspendu pour les huitièmes de finale CAN 2021 : Le Zimbabwe surprend la Guinée, tout de même qualifiée Guinée/ Education : Le Ministre de l’Enseignement Pré-Universitaire et de l’Alphabétisation Guillaume Hawing en tournée dans les préfectures de Dalaba, Pita et Labé. Lola : Visite de terrain des autorités préfectorales sur les chantiers de développement Guinée/Santé : 3ème passage de la campagne d’élimination du tétanos maternel et néonatal, 41.118 filles et femmes sur 41.803 atteintes à Dixinn Boké-infrastructures: La Commune rurale de Dabiss au cœur du Développement local

Embaixador de Cabo Verde junto das Nações Unidas promete diplomacia pautada no equilíbrio e assertividade


  15 Octobre      22        Diplomatie (1133),

   

Cidade da Praia, 15 Out (Inforpress) – O novo embaixador de Cabo Verde junto das Nações Unidas, Júlio Morais, prometeu hoje pautar por uma diplomacia multilateral no equilíbrio e assertividade que caracterizam o País como parceiro “credível e seguro”.
Júlio Morais fez esta promessa ao intervir na cerimónia do seu empossamento conferido pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Integração Regional, Rui Figueiredo.
Começou por expressar o seu reconhecimento ao Governo pela “confiança depositada” para desempenhar tão altas e nobres funções, sendo uma “honra e orgulho” para si.
Neste sentido, avançou, Cabo Verde continuará a pautar a sua diplomacia multilateral no equilíbrio, assertividade e bom senso que o caracterizam como parceiro credível seguro e útil no diálogo intercivilizacional no concerto das nações.
“O foco da nossa acção continuará a concentrar-se na paz e segurança, desenvolvimento sustentável, financiamento e desenvolvimento na acção climática e os direitos humanos”, assinalou, reiterando que, assim, Cabo Verde dará continuidade à “defesa intransigente” de um sistema multilateral “mais forte e inclusivo”, ancorado dentro das Nações Unidas.
Por seu turno, o ministro Rui Figueiredo reafirmou a confiança do Executivo na escolha do embaixador Júlio Morais para representar Cabo Verde junto das Nações Unidas.
“Estou certo de que, pela sua experiência, pela sua garra e pela forma como tem dirigido os serviços centrais do Ministério dos Negócios Estrageiro, representará da melhor forma os interesses de Cabo Verde”, sublinhou.
O governante acrescentou ainda ser “importante” Cabo Verde ter representantes nas Nações Unidas para garantir a visibilidade e levar a “mensagem modesta”, mas coerente para a construção de um mundo cada vez melhor.
Júlio Morais, que vinha desempenhando a função de director nacional de Assuntos Políticos, Económicos e Culturais do Ministério dos Negócios Estrangeiros, substitui no cargo José Luís Rocha.

Dans la même catégorie