APS LOUGA : LE SCRUTIN PROLONGÉ DANS PLUSIEURS CENTRES DE VOTE AIP Bilan approuvé des 10 années d’exercice de l’ONG Charité Vie à San Pedro AIP Aboisso, capitale du rire pour quelques heures avec Bonjour 2022 MAP Le variant Omicron pourrait rapprocher la fin de la pandémie en Europe (OMS) MAP Football : L’Afrique du Sud affrontera la France en mars dans un match amical (Entraineur) MAP CAN-2021 (8ès): Séance d’entraînement des Lions avec le retour de Bounou, Fajr et Hakimi toujours absents MAP Elections locales: un vote dans un « environnement pacifique », malgré certains retards à l’ouverture des bureaux (Observateurs) MAP Guterres a appelé toutes les parties, l’Algérie en tête, à assumer leur responsabilité pour mettre fin au conflit artificiel autour du Sahara marocain (politologue) APS AUCUN CAS DE COVID-19 DANS LA TANIÈRE (FSF) APS FACE À LA GUINÉE, LES GAMBIENS VONT JOUER LE MATCH DE LEUR VIE (ENTRAÎNEUR)

Empresária Eunice Mascarenhas apresenta candidatura à liderança da Câmara de Comércio do Sotavento


  30 Novembre      19        Société (37825),

   

Cidade da Praia, 30 Nov (Inforpress) – A empresária Eunice Mascarenhas apresentou hoje a sua candidatura à liderança da Câmara de Comércio do Sotavento (CCS), tendo como slogan “Renovar para inovar, agregar e multiplicar” numa perspectiva de “pensar fora caixa”.

Eunice Mascarenhas, que actualmente é presidente da Associação das Mulheres Empresarial de Cabo Verde e da Diáspora (AMES-CD) explicou que com essa candidatura está a responder a um desafio lançado por um grupo de empresários, que reconhecem na sua pessoa “competência, capacidade e experiência”.

“Estamos há 16 anos no sector da sociedade civil e a lidar com questões empresariais. Por isso estamos à vontade e com bastante energia para liderar uma instituição de maior porte que é a Câmara de Comércio de Sotavento”, disse.

A empresária considera que conseguiu uma lista “de excelência, com pessoas motivadas”, de diversas áreas, com conhecimento e que querem agarrar esse projecto  para fazer “mais  e melhor”.

“Uma das coisas que os empresários têm estado a queixar é que tem havido muita teoria e pouca acção. Nós sabemos todas as dificuldades porque temos estado juntos no dia a dia. Sabemos todos os constrangimentos por que todos passam nomeadamente no que tem a ver com a questão do financiamento das questões das taxas alfandegárias e tarifas aduaneiras que estão a subir de modo galopante”, apontou.

Por isso mesmo, disse estar convicta de que a sua equipa, a ser eleita, será capaz de fazer “mais e melhor” e pede um voto de confiança dos empresários, não apenas por ser mulher, “mas também por ser”.

“É importante termos aqui em consideração o pilar do desenvolvimento sustentável 2030, que tem a recomendação para a equidade de género. A CCS nunca foi liderada por uma mulher”, frisou, indicando que além de ser mulher é uma “empresária capacitada, com formação e com experiência” para estar nesse cargo.

“É tempo de acção e todos os empresários estão à espera de uma nova orientação”, disse, explicando que escolheu como slogan “agregar para multiplicar” por entender que é necessário agregar todas as ilhas do Sotavento num projecto comum onde todos beneficiam.

“Queremos que o empresário que está no Maio, que está na Brava ou Fogo não esteja sozinho, queremos agregá-los, fazer com que haja uma escala para os nossos negócios, queremos que os projectos e planos que se encontram no papel na ilha de Santiago saiam do papel”, sustentou.

A candidata à liderança da CCS promete uma organização voltada para os associados e concentrada na satisfação das necessidades.

“Vamos alargar várias áreas da CCS para atender as necessidades e satisfação dos associados”, realçou.

De acordo com a lista de candidatura para além de Eunice Mascarenhas, que a preside, o Conselho Directivo integra Andy Andrade, Moisés Xavier, Neusa Silva, Osias Marques, Jacqueline Carvalho e Amílcar Melo, todos na qualidade de vice-presidente.

A Assembleia Geral é presidida por Marco Bento, que será coadjuvado por Deolinda Reis como vice-presidente, Rui Pedro Pires e Luís Lobo como vogais.

O conselho fiscal é presidido por Máxima Veiga e tem como vogais Ailton Tolentino e João Pedro Monteiro.

Eunice Mascarenhas torna-se na segunda candidata a apresentar a sua lista de candidatura para Assembleia-geral electiva da CCS, agendada para 10 de Dezembro, depois de o empresário Marco Rodrigues se ter apresentado na semana passada.

A CCS conta um total de 212 sócios com capacidade para votar e é actualmente presidida por Jorge Spencer Lima, que está impedido, pelo estatuto, de candidatar-se à sua própria sucessão.

Dans la même catégorie


Article

  23 Janvier     5

Article

  23 Janvier     9