AIP Six morts dans un éboulement sur un site d’orpaillage près de Loho à Niakara AIP Psgouv 2020: plus de 200 pompes à motricité humaine réparées ou remplacées dans le N’zi AIP Le maire de Samatiguila reconnaissant à sa population pour la victoire de Ouattara MAP Nigeria : Au moins 110 civils tués dans une attaque terroriste MAP Football : Décès de l’ancien international sénégalais Bouba Diop à l’âge de 42 ans APS FOOTBALL : LA GAMBIE REMPORTE LE TOURNOI DE LA ZONE OUEST A DE L’UFOA APS DES ÉLÈVES DE SAINT-LOUIS SENSIBILISÉS SUR LES VIOLENCES BASÉES SUR LE GENRE ANP Maradi : le Chef de l’Etat lance les travaux d’aménagement et de bitumage de la route Mayahi-Tessaoua-frontière du Nigéria GNA NCCE urges political activists to eschew violence ahead of elections GNA CSOs urged to build stronger partnership to champion agro-ecology

Ensino/Casas de banho de alguns liceus de Bissau em estado deplorável


  19 Octobre      10        Société (25429),

   

Bissau, 19 out 20 (ANG) – A Maioria de Casas de banhos das escolas da capital Bissau, principalmente públicas do país apresenta más condições em termos de higiene, havendo outros sem água.
A constatação foi feita pelo repórter da Agência de Notícias da Guiné, nomeadamente em São Francisco de Assis e Semear ambos em Antula, Kwame N´krumah, Agostinho Neto, Salvador Allende e Rui Barcelos da Cunha.

A visita à estes estabelecimentos realizou-se no âmbito da confirmação do cumprimento das medidas sanitárias recomendadas às escolas no quadro do combate a pandemia da Covid-19, tendo em conta o início do ano lectivo 2020-2021.

O repórter da ANG constatou que a casa de banho do Liceu Nacional Kwame N´krumah se encontra num estado deploravél em temos de higiene, com sanitas sujas e sem desinfectantes.

“As casas de banhos dos alunos não têm minimas condições, estando sempre sujas, com água no chão e deixa mau cheiro”, caracterizou a Presidente Interina da Associação dos Estudantes do Liceu Kwame N´krumah, Ùnica Mango.

Disse que o mau cheiro é tanto que os alunos, as vezes, não conseguem usá-las, informou ainda que, as casas de banho carecem de limpeza e que nem todas as torneiras funcionam.

A Presidente Interina da Associação dos Alunos de Kwame N´krumah disse ter abordado a situação com a direcção da escola e que recebeu garantias de que o problema será saneado brevemente.

A aluna do mesmo liceu, Saba Embana confirmou essa situação e disse que ficou quase uma hora a pensar se vai fazer chichi na casa de banho ou não por causa do cheiro.

“Usei a máscara, mas mesmo assim senti cheiro. A casa de banho está mesmo suja, com água estagnada no chão. Aconselho aos colegas no sentido de a usarem bem”, disse Saba Embana.

O aluno Moises Silva Fernandes reconheceu que a situação higiénica do liceu é precária, mas atribui a resposabilidade aos alunos pela má utilização da casa de banho.

“Os alunos não colaboram para a higiene da escola, principalmente nas casas de banho. Urinan no chão e quando defecam não deitam água nas sanitas”, críticou Moises Silva Fernandes que indicou essas atitudes como as razões pelo o mau cheiro na escola.

Por outro lado, Moises Silva Fernandes lamentou o estado de degradação progressiva das infra-estruturas do Liceu Kwame N´krumah e solicitou ao governo, através do Ministério da Educação no sentido de disponibilizar a direcção do referido Liceu fundos necessários para proceder a manutenção e reabilitação do estabelecimento.

Porque, segundo Moisés, em algumas salas verifica-se a infiltração da água.

Confrontada com as queixas dos alunos, o Director do Liceu Nacional Kwame N´krumah, Idrissa Cassamá admitiu a situação, mas prometeu que a direcção está a fazer deligências para sanear o problema e manter limpo todo o liceu.

Disse que está em preparação um calendário mensal para a limpeza da escola, isto para garantir um bom ambiente sanitário e que isso vai incluir a limpeza de casas de banhos.

Idrissa Cassamá sublinhou que as casas de banhos serão reabilitadas e a partir do momento em que terminar os trabalhos de reparação os alunos terão que assumir as suas responsabilidades de bom uso das latrinas da escola.

Já no liceu Agostinho Neto a situação é bem melhor, segundo revelações de uma aluna que se identificou com o nome de Acilene Insubo.

Disse que a casa de banho está em condições aceitáveis em termos de higiene.

Acilene Insubo afirmou que a casa de banho dispõe de desinfetantes e água para que os alunos possam não só limpar as sanitas como também para lavar as mãos depois de usar a casa de banho.

Na escola de ensino básico unificado, Salvador Allende, Mariama Turé acusou directamente aos seus colegas de serem responsáveis pela detoriarização do ambiente higiénico da casa de banho.

O director da escola Salvador Allende, Tiago Campos Rodrigues disse estar ciente da situação de falta de higiene na casa de banho, mas garante que o problema vai ser resolvido aos poucos.

Posto ao corrente do problema no que relaciona com a higiene e saneamento, o director do Liceu Rui Barcelos da Cunha Honório Lourenço Pai Mendes lamentou a situação, mas assegurou que vai ser resolvida.

Esta situação de falta da higiene constadas nas escolas públicas, também se verifica-se nas escolas privadas do ensino básico complementar.

Dans la même catégorie