AGP Espace Schengen: Moukagni Iwangou prône le rétablissement du droit de visa du Gabon MAP L’intégrité territoriale du Royaume n’est pas à discuter (Ministre des AE des Comores) AGP Gabon : Décès de Paul Okoumba d’Okwatsegue à l’âge de 87 ans APS CONFEJES : 202 PROJETS SOUMIS AU PPEJ PAR 15 PAYS MEMBRES APS EMIGRATION CLANDESTINE : LA MARINE INTERCEPTE UNE PIROGUE, 39 PERSONNES SECOURUES (DIRPA) APS INONDATIONS : LA MAIRIE DE DIOURBEL MOBILISE 100 TONNES DE RIZ POUR AIDER LES SINISTRÉS APS NOTTO GOUYE DIAMA : UNE DIZAINE D’ASP POUR ÉPAULER LA MAIRIE APS TOUBACOUTA : LANCEMENT DES TRAVAUX D’UNE ÉCLOSERIE D’ALEVINS D’UN COÛT DE 39 MILLIONS CFA APS TAMBACOUNDA : LA DOUANE DE KIDIRA SAISIT 1 376 KG DE CHANVRE INDIEN MAP Inauguration de l’ambassade de l’Union des Comores à Rabat

Especial 24 de Setembro/Administrador de Tite espera reconhecimento pelo Governo daquela cidade histórica


  23 Septembre      11        Politique (12264),

   

Bissau, 23 Set 20 (ANG) – O administrador do sector de Tite, região de Quinará, sul do país, disse esperar que o Governo venha a reconhecer aquela cidade como um local histórico do país.

Miguel Bigna Sambú que falava numa entrevista conjunta

à Agência de Notícias da Guiné (ANG), Jornal Nô Pintcha e Radiodifusão Nacional (RDN) no quadro da celebração dos 47 anos da Independência do país, que se assinala no dia 24 de Setembro, enumerou entre outras, a falta de meios que a sua instituição enfrenta para fazer o seu trabalho.
“Como estão a ver esta casa, queríamos fazer reforma total nela, mas não temos meios e nem temos como trabalhar aqui condignamente. As vezes para produzir um documento tenho que o escrever a mão e levar à Bissau a fim de digitalizar no computador e depois voltar para cá”, disse.

Disse que as instituições públicas naquela cidade histórica estão em péssimas condições sobretudo a instalação do Comando da Polícia, acrescentando que as residências do administrador e dos funcionários públicos e salão polivalente da juventude já estão em ruínas.

Miguel Sambú prometeu fazer face à esses problemas em 2021 com a colaboração do Governo central e dos parceiros.

Aquele responsável afirmou ainda que o maior problema que o setor enfrenta é a falta da estrada, lamentando também a fome que a população pode enfrentar nos próximos tempos.

“Neste momento nenhuma viatura pode circular de Tite para Buba porque as estradas estão em péssimas condições. Falando na situação das bolanhas que neste momento estão cheias, para mim se não houve apoio por parte Governo este ano, em termos de produtos alimentícios, a população desta zona vai passar muita fome porque não conseguiram cultivar devido ao excesso da água nas bolanhas. Também a chuva deste ano arruinou muitas casas e os donos não têm condições de as refazer”, lamentou.

Sambú prometeu tudo fazer junto do Governo central para colmatar essas situações que a população está a passar, acrescentando que antes vai fazer o levantamento a nível do setor.

Disse ainda que outros problemas do sector são roubo de gado e casamento forçado, e garante que não vai ser tolerado a nenhum pessoa responsável
por qualquer roubo no sector.

Tite foi a localidade onde se deram os primeiros tiros de início da luta armada para a independência da Guiné e Cabo Verde, a 23 de janeiro de 1963.

Dans la même catégorie