AGP Espace Schengen: Moukagni Iwangou prône le rétablissement du droit de visa du Gabon MAP L’intégrité territoriale du Royaume n’est pas à discuter (Ministre des AE des Comores) AGP Gabon : Décès de Paul Okoumba d’Okwatsegue à l’âge de 87 ans APS CONFEJES : 202 PROJETS SOUMIS AU PPEJ PAR 15 PAYS MEMBRES APS EMIGRATION CLANDESTINE : LA MARINE INTERCEPTE UNE PIROGUE, 39 PERSONNES SECOURUES (DIRPA) APS INONDATIONS : LA MAIRIE DE DIOURBEL MOBILISE 100 TONNES DE RIZ POUR AIDER LES SINISTRÉS APS NOTTO GOUYE DIAMA : UNE DIZAINE D’ASP POUR ÉPAULER LA MAIRIE APS TOUBACOUTA : LANCEMENT DES TRAVAUX D’UNE ÉCLOSERIE D’ALEVINS D’UN COÛT DE 39 MILLIONS CFA APS TAMBACOUNDA : LA DOUANE DE KIDIRA SAISIT 1 376 KG DE CHANVRE INDIEN MAP Inauguration de l’ambassade de l’Union des Comores à Rabat

Especial 24 de Setembro/Personalidades políticas e cidadãos comuns apelam unidade para o desenvolvimento do país


  24 Septembre      12        Politique (12264),

   

Bissau,24 Set 20(ANG) – Personalidades políticas e cidadãos anónimas foram hoje unânimes no apelo à unidade nacional para o desenvolvimento da Guiné-Bissau.

Não âmbito da cerimónia comemorativa dos 47 anos de independência decorrida no Estádio Nacional 24 de Setembro, Aly Hijazy, Secretario Nacional do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) ,o Vice líder de Bancada parlamentar do Movimento para Alternância Democrática (MADEM-G15), Nelson Moreira e mais três cidadãos presentes no ato foram unânimes em afirmar que sem a unidade o país não conseguirá o progresso almejado.
Segundo o Secretario Nacional do PAIGC, a celebração hoje da independência, é o fruto de cumprimento do programa mínimo que o seu partido executou nas matas da Guiné-Bissau e Conakry.

“Por falta de união e respeito às leis que norteiam o Estado guineense, já há 47 anos, os políticos não são capazes de cumprir o programa maior que é desenvolver o pais”, disse Hijazy à ANG.

Reconheceu que o país ainda esta aquém da espectativa se depara com falta de infraestruturas, um bom sistema de saúde, de educação de qualidade e de necessidades básicas para os cidadãos.

Questionado sobre de quem são os responsáveis pelos entraves ao desenvolvimento do país, este dirigente politico responsabilizou de modo geral a classe politica pelos vários episódios que marcaram as sucessivas instabilidades no país.

« Só com o respeito às leis e a unidade nacional que podemos desenvolver o país, enquanto alguns grupos caminham a margem delas vai ser difícil encontrar sossego para atingir o almejado desenvolvimento do país », disse Aly Hijazy.

Por seu turno, o vice-líder da bancada parlamentar do MADEM-G15, Nelson Moreira, lamentou o estado de degradação das infraestruturas do país constatado pelos convidados à festa de independência.

Morreira disse à ANG que o atual governo vai iniciar construções das infraestruturas para o mês de novembro e mudar o rosto das cidades ao nível nacional.

Segundo Moreira, o país precisa de união para trabalhar e não de guerrinhas pós eleitoral e sabotagens.

« A Guiné-Bissau deve estar acima de tudo e só assim vamos encontrar a verdadeira paz e o desenvolvimento » salientou Nelson Moreira

Os cidadãos Mussa Injai, Berta Silva e Nhancai Na Dun, de forma unânime, exortaram os atores políticos para unirem esforços e deixarem de lado os problemas pessoais e partidários, para, pelo menos, minimizar os sofrimentos do povo .

« Chegou a hora de a Guiné-Bissau posicionar como outros países
do mundo, ou como os países dos presidentes que estão cá hoje. É preciso unirmos para isso », disse Berta Silva

Dans la même catégorie