APS MÉDINA BAYE : DES TESTS DE DIAGNOSTIC RAPIDE POUR LA PRÉVENTION DU COVID-19 ANP Agadez : La DGD fait découvrir le nouveau Code national des douanes ANP Diffa by night : Restez chez vous, on sécurise ! ANP Dosso abrite un atelier de sensibilisation des médias sur la participation politique des femmes ANP Niger : 3,8 millions de personnes auront besoin d’assistance humanitaire en 2021 (ONU) AIP Côte d’Ivoire-AIP/Présidentielle 2020: Le RHDP exhorte les populations à tourner le dos aux fausses rumeurs à Grand-Lahou AIP Côte d’Ivoire-AIP/Présidentielle 2020 : Une cinquantaine d’observateurs bénévoles formés par le CNDH à Agboville AIP Côte d’Ivoire-AIP/Présidentielle 2020 : L’Association ‘’idées de paix’’ sensibilise pour des élections apaisées APS PRÉSIDENTIELLE IVOIRIENNE : OUATTARA ET KKB ONT TENU LEUR DERNIER MEETING MAP Côte d’Ivoire/Présidentielle : la CEDEAO dépêche des observateurs à Abidjan

Especial 24 Setembro/Presidente da Mauritânia promete reativar cooperação com a Guiné-Bissau


  24 Septembre      8        Coopération (1167),

   

Bissau,24 Set 20 (ANG) – O Presidente da Mauritânia, Moahmed Ould Ghazouni, declarou quarta-feira à sua chegada ao aeroporto Osvaldo Vieira, em Bissau que o seu país vai retomar a cooperação bilateral com a Guiné-Bissau.

O Chefe de estado mauritaniano veio participar na cerimônia de comemoração do dia da Independência Nacional da Guiné-Bissau, que esta quinta-feira se assinala.

General Ghazouni como é chamado no seu país disse que chegou antes da cerimônia principal para puder participar também no festejo do aniversário do Presidente da República guineense, Umaro Sissoco Embaló, que chamou de irmão.

O chefe de Estado guineense, Umaro Sissoco Embaló celebrou mais um aniversário na quarta-feira.

Ghazouni acrescentou que sua estada em Bissau é um prazer e que vai lhe permitir debater assuntos de interesse dos dois países irmãos que têm uma história de relações que não pode ser esquecida.

« Muitos dos meus compatriotas vivem na Guiné-Bissau há muitos anos e outros participaram na luta de Libertação, ao lado do povo guineense para conseguir a independência » , destacou o Ghazouni que deixa Bissau esta quinta-feira.

Por seu turno, o chefe de Estado guineense, Umaro Sissoco Embaló, realçou que a relação entre os dois países não é de hoje, mas sim de desde o período colonial.

« Mauritânia contribuiu muito para a libertação da nosso país do jugo colonial », afirmou Sissoco Embaló referindo que há 30 anos que um chefe de estado da Mauritânia não visita a Guiné, pelo que a presença do General Ghazouni representa um marco marco histórico nas relações entre os dois povos.

Segundo Embalo, este gesto fraterno do General Ghazouni lhe comoveu muito e sentiu honrado com a presença dele.

« Este ato demonstra que o nível da relação
entre a Guiné-Bissau e a República irmã da Mauritânia ultrapassa qualquer barreira » realçou o Presidente guineense.

Dans la même catégorie