ANG Nicolas Sarkozy primeiro presidente de V república condenado à prisão efectiva ANG Campeonatos de futebol de 1ª e 2ª divisão vão ser disputados em duas séries ANG Funcionários do Ministério das Finanças exigem efetivação dos estagiários com mais de 2 anos de serviço ANG Sinjotecs considera de “infeliz” declarações do Presidente da República sobre jornalistas ANG Obras de construção de Porto de Pesca decorrem à “meio gás” devido a pandemia da covid-19 GNA Malaysia, Singapore call for release of Suu Kyi amid ASEAN meeting GNA Man confesses to series of attacks on Turkish businesses in Germany GNA Drug raids launched in Sicily amid charges of selling to children GNA Three media employees killed in eastern Afghanistan GNA Man survives polar bear attack off northern Norway

FCF desenvolve projectos importantes “fora de campo” durante a pandemia – presidente


  10 Février      13        Sport (5351),

   

Cidade da Praia, 10 Fev (Inforpress) – A Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) “esquivou-se” da covid-19 com uma série de iniciativas “fora de campo” que envolvem projectos importantes para o futebol, sobretudo para a sua capacitação institucional e para o futebol cabo-verdiano.
Em entrevista à Inforpress, o presidente federativo disse que enquanto a bola parou de rolar dentro das quatro linhas por causa da pandemia, a FCF teve de trabalhar na gestão da qualidade, visando permitir a certificação das normas ISO desta instituição, considerada extraordinária em termos da imagem da instituição.
A FCF, revelou Mário Semedo, teve igualmente de trabalhar o projecto de investigação e desenvolvimento e inovação da federação, virado para a criação de uma plataforma de Unidade e Laboratório de Inovação, considerado importante para o futuro da instituição e do próprio sistema do futebol cabo-verdiano, com reflexos nas associações e clubes.
“Isto trará qualidade à organização das nossas estruturas de futebol”, ressaltou Mário Semedo, que avançou ainda a saída, para breve, do “Ranking dos Clubes em Cabo Verde”, a partir da data da Independência nacional, 5 de Julho de 1975, projecto já elaborado e que retrata todos os dados relacionados com os campeonatos nacionais.
Com base neste “Ranking dos Clubes”, a ser apresentado ainda este mês, o País, explicitou, vai passar a dispor de resultados objectivos e que irão permitir um diálogo de maior qualidade e objectividade, com dados precisos, a nível da comunidade desportiva cabo-verdiana.
É que a federação nacional da modalidade já procedeu à recolha de praticamente todos os resultados, de 19975 até a presente data, como sejam marcadores, vitórias, empates e derrotas de entre os diversos clubes, num trabalho considerado “interessante” pelos próprios clubes.
A nível organizacional, a FCF tem já desenvolvido o seu Plano de Cargos Carreiras e Salários (PCCS) a entrar em vigor ainda este mês, já que a federação tem crescido em termos de recursos humanos.
Mário Semedo destacou ainda dois cursos realizados a nível de Licença D para treinadores, nas associações regionais de Santiago Norte e São Nicolau, estando neste momento a aguardar a decisão da CAF para a organizar licença C e B, pois que já a este nível carece da autorização expressa da instância que rege o futebol africano.
A FCF, recorda Mário Semedo, deu também o seu contributo directo na luta contra a pandemia da covid-19 ao colocar os seus centros de estágio da Praia, do Sal e de São Vicente ao serviço do Ministério da Saúde, para o tratamento da pandemia, aliás o do Porto Grande continua ainda a ao serviço das unidades de saúde.

Dans la même catégorie