MAP Des plasticiens marocains et africains participent à une exposition d’art collective APS L’EXPOSITION DES ŒUVRES DE LÉONARD DE VINCI S’INSCRIT DANS ‘’LA PROMOTION DE LA DIVERSITÉ’’ (PR HAMADY BOCOUM) APS UGB : LES ÉTUDIANTS ENTAMENT UNE OPÉRATION D’EMBELLISSEMENT DU CAMPUS DE SANAR GNA Reopening of schools: Booksellers bemoan low patronage of products APS LIGUE 1 : LES ‘’AFRICAINS’’ TEUNGUETH FC ET JARAAF CONFIRMENT GNA GLOWA schools twenty adolescent girls, five patrons in leadership roles. APS LE SEPT DONNE UN NOUVEAU VISAGE AU CFP DE THIÈS APS COVID-19 : 342 NOUVEAUX CAS POSITIFS ET 144 GUÉRIS, CE SAMEDI GNA WATICO puts in measures to ensure safety of students GNA COVID-19: Nurse dies in Bolgatanga

Fogo: Escolas secundárias com jardins botânicos no quadro do projecto melhorar conhecimento das espécies ameaçadas


  14 Janvier      9        Société (27338),

   

São Filipe, 14 Jan (Inforpress) – A associação de conservação e uso sustentável dos recursos, Projecto Vitó, está a instalar, em parceria com as quatro escolas secundárias da ilha, jardins botânicos nos referidos estabelecimentos de ensino.

A criação dos jardins botânicos, segundo o director executivo do Projecto Vitó, Herculano Dinis, foi uma das alternativas encontradas para a realização da actividade de educação ambiental nas escolas no quadro do projecto “melhorar o conhecimento pela conservação das espécies da flora ameaçadas de extinção nas ilhas do Fogo e da Brava”, já que devido à situação sanitária não foi possível realizar as palestras que estavam programadas.

“O ano passado foi complicado e a alternativa para a realização da actividade de educação ambiental foi, em parceria com a direcção das escolas, criar jardins botânicos nas escolas de forma a levar aos estudantes as informações sobre as plantas que podiam ter através das palestras”, referiu o director executivo.

Os jardins botânicos, cujo processo de instalação está mais avançado nas escolas secundárias Pedro Pires em Ponta Verde (São Filipe), complexo educativo Eduardo Gomes Miranda (Santa Catarina) e no liceu dos Mosteiros e mais atrasado na escola secundária Dr. Teixeira de Sousa (São Filipe), tem algumas características.

Herculano Dinis indicou que todas as plantas estão identificadas e bem descritas através de uma placa de identificação para cada espécie, o mesmo está sendo feito em parceria com as escolas e com a participação activa dos estudantes e é uma actividade que vai ter continuidade no tempo, através da melhoria das mudas das plantas e seguimento com as escolas para ver se os jardins estão a ser bem cuidados.

Outra particularidade é que os jardins contemplam exclusivamente as espécies endémicas de Cabo Verde, com enfoque nas espécies exclusivas da ilha do Fogo.

Esta actividade está no âmbito do projecto “melhorar o conhecimento pela conservação das espécies da flora ameaçadas de extinção nas ilhas do Fogo e da Brava”, é financiada por uma instituição internacional, o CEPF (Critical Ecosystem Partnership Fund – Fundo de parceria para ecossistemas críticos).

O valor do financiamento foi de 140 mil dólares e o término do projecto estava previsto para Janeiro deste ano, mas devido à boa execução e à situação da pandemia o projecto foi alargado por mais um ano, até Janeiro de 2022, com um acréscimo de mais 30 mil dólares.

JR/ZS

Dans la même catégorie