GNA President, Veep to take COVID-19 jabs on live television GNA « Save River Dayi » project launched in Hohoe AIP Vers la normalisation de la gestion des boues fécales à San-Pedro (dossier) AIP Législatives 2021: Depuis Niakara, l’indépendant Guibessongui prône la cohésion et le rassemblement des Tagbanan AIP Des élèves inventent ‘’ Ecowind’’, un ventilateur écologique AIP Kouadio Konan Bertin sollicite le soutien de « ses parents » du N’zi pour réussir sa mission de réconciliation AIP Législatives 2021: Le candidat Johann Djédjé soutient que le PDCI incarne le nouveau départ de Gagnoa AIP Législatives 2021 : Le candidat indépendant, Diabagaté Moussa veut améliorer les conditions de vie de la population de Gouméré-Tabagne AIP Législatives 2021 : Le candidat indépendant Tano Kouassi veut contribuer au développement de Bondoukou s’il est élu député ANP Niger : La Commission Nationale des Droits Humains salue la régularité du processus électoral

Fogo: Projecto beneficia cerca de 50 mil alunos com aquisição de mais de vinte toneladas de produtos locais


  5 Février      11        Agriculture (1957), Environnement/Eaux/Forêts (2562),

   

São Filipe, 05 Fev (Inforpress) – O projecto “práticas agro-ecológicas resilientes e comercialização participativa como instrumento de nutrição escolar e segurança alimentar comunitária para as ilhas de Santo Antão e Fogo” beneficia quase 50 mil alunos, adquirindo mais de 20 toneladas de produtos locais.
Ao presidir hoje a cerimónia de abertura da mesa redonda sobre o “contrato de fornecimento agrícola como instrumento de segurança alimentar e nutrição escolar e de desenvolvimento económico local”, o coordenador do Centro de Estudos Rurais e Agricultura Internacional, CERAI, Adriano Palma, disse que foram adquiridas 14 toneladas de milho na ilha do Fogo e mais de oito toneladas de tubérculos na ilha de Santo Antão, até este momento.
O milho adquirido na Fogo através de aliança de produtores está sendo processado (milho cochido) e embalado para as cantinas escolares das ilhas do Fogo, Brava e Santiago (concelhos do interior), enquanto as mais de oito toneladas produzidas, processadas e comercializadas em Santo Antão (tubérculos e cenouras) destinam às cantinas da própria ilha, sendo que no total os contratos de fornecimento ultrapassam os três mil contos.
Os beneficiários são as crianças do pré-escolar e do ensino básico obrigatório, num total de aproximadamente 50 mil, sendo que mais de 12 mil são dos três concelhos de Santo Antão e mais de 37 mil das ilhas do Fogo, Brava e Santiago (excepto concelho da Praia).
O projecto, segundo o coordenador do CERAI, foi lançado há dois anos na ilha do Fogo e desde então conta com a participação da FICASE, dos Ministérios da Agricultura e Ambiente e da Educação e das câmaras municipais, contando com a contribuição de 15 associações de desenvolvimento local e de 60 produtores das duas ilhas.
Este salientou que o projecto é financiado pela Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID) e pela Agência Regional para a Agricultura e Alimentação (ARAA) da CEDEAO, mas a FICASE, através do seu programa alimentar e de saúde escolar aumentou o valor deste projecto, através de estabelecimento de contratos para fornecimento/abastecimentos de produtos.
O administrador da Fundação Cabo-verdiana de Ação Social Escolar (FICASE) Adylson Silva, indicou que a sua instituição está engajada neste projecto, porque é sua preocupação abastecer as cantinas escolares com géneros de qualidade e, preferencialmente, locais.
“Abraçamos este projecto e continuaremos a dar segmento a esta iniciativa”, disse o administrador, esperando encontrar soluções para alguns constrangimentos que poderão ter no futuro, observando que vai-se começar com um produto, mas almejam ter uma variedade de produtos fornecidos pelos agricultores e produtores nacionais, nas cantinas e nas ementas.
O delegado do Ministério da Educação de São Filipe, Emanuel Barbosa, destacou a importância da alimentação no processo de ensino/aprendizagem, sobretudo uma alimentação variável, saudável e adequada, que considerou ser de “extrema importância para o processo de ensino/aprendizagem e um passo gigante para o sucesso dos alunos”.
Já o delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA), Jaime Ledo de Pina, destacou o papel do CERAI na criação de aliança dos produtores para fornecimento, apelando as instituições a aproveitarem da experiência do CERAI em vários domínios.
“A lei e o programa de alimentação e saúde escolar e o desafio da compra local de produtos” e o projecto “práticas agro-ecológicas resilientes e comercialização participativa como instrumento de nutrição escolar e de segurança alimentar comunitárias para as populações rurais das ilhas de Santo Antão e Fogo” foram os painéis discutidos na mesa redonda.

Dans la même catégorie