APS PRIX FAAPA 2021 : L’AIP ET L’AGP COURONNÉES APS LE SALON ‘’MADE IN SÉNÉGAL’’, UN ESPACE ‘’MARKETING’’ POUR LES PRODUITS SÉNÉGALAIS, SELON SA PROMOTRICE APS LA CAF APPROUVE LE MONDIAL TOUS LES DEUX ANS ET LA SUPER LIGUE FERMÉE APS FIDAK : AMINATA ASSOME DIATTA SATISFAITE DU NIVEAU D’AVANCEMENT DES CHANTIERS DU CICES APS DÉMARRAGE DE LA 2ÈME ÉDITION DU GRAND CARNAVAL DE DAKAR APS LE JARAAF AUTORISÉ À RECEVOIR AU STADE IBA-MAR-DIOP APS UN INGÉNIEUR SOULIGNE L’IMPORTANCE DES DONNÉES DANS LA SOUVERAINETÉ NUMÉRIQUE APS KOLDA : MISE EN GARDE DU MÉDECIN-CHEF CONTRE L’AUTOMÉDICATION APS LANCEMENT D’UNE ÉTUDE DE VULNÉRABILITÉ AUX CHANGEMENTS CLIMATIQUES DANS LA RÉGION DE KAFFRINE APS LOUGA : LES ÉLEVEURS VEULENT UNE SOLUTION AUX DIFFICULTÉS DE LEUR SECTEUR

Fórum recomenda capacitação das famílias para que assumam a educação e evangelização como tarefa primária


  9 Août      20        Education (6076),

   

Cidade da Praia, 09 Ago (Inforpress) – A capacitação das famílias para que assumam a educação e evangelização como tarefa primária afigura-se como uma das principais recomendações do V Fórum Diocesano da Família, encerrado este domingo, na Cidade da Praia.

Promovido pelo Secretariado Diocesano para a Promoção dos Valores da Família (SDPVF) da Diocese de Santiago, o evento, que teve como tem “Educação na família: evangelizar é a nossa missão”, visava sobretudo uma reflexão sobre a missão de educar os filhos.

Ao fazer o balanço do fórum, o padre Bruno Alves Varela, assistente diocesano do SDPV, explicou que uma das principais recomendações foi direccionada aos agentes pastorais para que saibam capacitar as famílias no sentido de assumirem a educação e a evangelização como tarefa primária.

“A catequese não é uma tarefa só da Igreja, assim como o ensino ou a instrução não é uma tarefa só da escola. São também uma tarefa da própria família”, sustentou.

Contudo, salientou que do debate ficou muito claro que, em primeiro lugar, é da responsabilidade da família a educação dos filhos, sendo certo que não existe uma “receita perfeita” para que as famílias possam cumprir da melhor forma essa função.

“A Educação exige uma certa criatividade da parte dos pais, com essa consciência de que não há receitas perfeitas para educação. Os pais recebem os ingredientes e depois são eles que vão cozer a educação”, frisou.

Outro aspecto salientado durante o encontro é que as famílias deverão aproveitar esses elementos culturais para também transmitir o evangelho aos outros, como foco num “olhar de esperança, de fé e relação com Deus”.

“A cultura cabo-verdiana é uma cultura de raiz cristã católica. E por isso, um dos aspectos do cristianismo é a fé e a esperança que também estão presentes de uma forma muito clara e indubitável na nossa cultura. Portanto, as famílias poderão aproveitar esses elementos culturais para transmitir aos outros o evangelho”, disse.

Segundo o casal coordenador do secretariado, Augusta e José Teixeira, foram três dias de muita partilha de informações e modos de como as famílias devem educar os filhos.

“Tivemos casais sacramentados, jovens que se preparam para o casamento, famílias com apenas uma semana de casados, pessoas que têm um casamento informal. Portanto, toda essa diversidade em partilha e em escuta uns com outros chegaram à conclusão de que a família ainda continua ser a célula mais importante da sociedade e que a família ainda é o local onde se germinam os valores fundamentais”, disse Augusta Teixeira.

“O lar, escola para a formação integral”, “Desafios da complementaridade entre a família, a igreja e a escola” e “Cultura, fé e esperança na família” foram os três temas apresentados de debatidos durante o evento.

O quinto fórum foi realizado num formato misto, com a presença física de representantes das paróquias de Santiago Sul e a presença virtual das demais paróquias da Diocese de Santiago, designadamente as de Santiago Norte e das ilhas do Maio, do Fogo e Brava.

O próximo fórum terá lugar em 2023.

Dans la même catégorie