GNA NASPA launches 12th annual terminal congress in Takoradi GNA Corruption: Let’s stand for our values – Emile Short GNA Ghana welcomes World Bank’s new education strategy for Western and Central Africa GNA African governments asked to increase funding to overcome learning poverty ACI L’exposition-vente des produits ‘’made in Congo’’ prévue pour juillet prochain GNA 56 to participate in Carnegie African Diaspora Fellowship Program GNA 67 BRCs launched to support MSMEs GNA GSS to conduct next nationwide survey on Firms in 2023 GNA Evelyn Andoh, 63, wins ultimate prize for the Gold in the Oil Awards ACP De Lubumbashi, le Premier ministre SamaLukonde décrète trois jours de deuil national

Francisco Carvalho visita empresas para mostrar abertura da CMP em ser facilitador de processos


  26 Janvier      29        Economie (15252),

   

Cidade da Praia, 26 Jan (Inforpress) – O presidente da CMP, Francisco Carvalho visitou hoje, um conjunto de empresas sediadas no município, com o propósito de se inteirar das dificuldades, constrangimentos, mas também, de mostrar a abertura da autarquia em ser facilitador de processos.
Esta intenção foi manifestada no quadro de um conjunto de visitas que uma delegação da Câmara Municipal da Praia (CMP), liderada pelo seu presidente efetuou hoje à Associação de Jovens Empresários de Cabo Verde (AJEC), e às empresas que laboram no domínio da produção gráfica, como são os casos da Expo Art, Deco Designer, Imprensa Nacional, Domínio Gráfica Report e Tipografia Santos.
O principal objectivo destas visitas, informou, é de se inteirar das dificuldades, dos constrangimentos, mas também, ajuntou, visa recolher subsídios enquanto câmara municipal para melhorar o desempenho no atendimento, procurando ser parceiro de empresas.
“Um outro objectivo importante é de transmitir às empresas sediadas no município da Praia um sinal de abertura por parte da autarquia, sinal de vontade de ser parceiro e colaborar. Portanto, é ouvir as dificuldades, os constrangimentos para melhorar o nosso desempenho, mas transmitir ainda o nosso posicionamento de abertura em ser facilitador dos processos para que as empresas possam funcionar da melhor maneira possível”, sublinhou.
A câmara municipal entende que neste período crítico, de pandemia, as empresas precisam cada vez mais de estímulo, de sinal de engajamento por parte da autarquia.
“Existe um conjunto de constrangimentos, reclamações de problemas antigos como por exemplo, questões de lentidão por parte da câmara, processos muito burocráticos, questão de ter um atendimento mais sério, mais particular em relação às empresas”, reconheceu.
São questões, sobre as quais, segundo Francisco Carvalho, já tinham alguma ideia, mas que foram confirmar e aproveitar a ocasião para apresentar medidas que a CMP está a tomar, nomeadamente a nível do processo de licenciamento que “passará a ser resolvido com maior rapidez”.
“Estamos a comunicar, com alegria, que já conseguimos introduzir algumas reformas, por exemplo, no processo de licenciamento, em que tinham de apresentar 16 documentos, e agora reduzimos para três, indicou”.
Uma redução que, conforme o autarca, é “significativa”, um “sinal claro” de engajamento em melhorar o tempo de resposta, fazendo com que, cada vez que as empresas se dirijam para a câmara municipal, percam menos tempo possível.
Adiantou, por outro lado, a sugestão de se criar um balcão específico com vista a facilitar o contacto com as empresas, tendo em conta o tempo limitado dos empresários, daí que estão a trabalhar na identificação de pontos focais junto das empresas para a facilitação do diálogo, de modo que os processos ganhem celeridade, e assim possam promover o desenvolvimento do município da Praia.

Dans la même catégorie