APS THIÈS : 300 MAISONS DÉMOLIES À MBOUR 4 EXTENSION PAR LA DSCOS APS DOCTEUR SALL DE L’INSTITUT PASTEUR : « PAS ENCORE D’INFORMATION SUR LA PRÉSENCE DE NOUVEAUX VARIANTS DU COVID’’ APS COVID-19 : LES AUTORITÉS INVITÉES À VEILLER À « UNE APPLICATION RIGOUREUSE DES MESURES PRÉVENTIVES » APS GESTION DE L’ÉPARGNE : DES CDC OUEST AFRICAINES DONT CELLE DU SÉNÉGAL À L’ÉCOLE DE LA BAD APS ZLECAF : LES ENTREPRISES LES MIEUX PRÉPARÉES VONT TIRER LEUR ÉPINGLE DU JEU (SPÉCIALISTE) ANGOP COVID-19: ANGOLA REGISTA 32 NOVOS CASOS E 17 RECUPERADOS GNA Protect Children from contracting COVID-19- DCE GNA Court remands businessman for defrauding by false pretenses GNA ‘Amewu’s magic’ will be replicated in Akatsi North next election – DCE GNA Applicant has not shown exceptional circumstance for review application of interogatories- EC

Futebol: FCF e associações apontam arranque dos regionais em Fevereiro


  21 Décembre      12        Sport (4982),

   

Cidade da Praia, 21 Dez (Inforpress) – O presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), Mário Semedo, informou sábado, na Cidade da Praia, que algumas associações estão dispostas em iniciar os campeonatos regionais a partir do mês de Fevereiro de 2021.

Em declarações à imprensa, à margem da assembleia-geral ordinária, o líder federativo comunicou ainda que o campeonato nacional poderá ser disputado no final de Maio, na ilha do Sal, por ter melhores condições a nível de infra-estruturas e logísticas.

Acrescentou que esta competição vai ser disputada num modelo concentrado, assim como a prova feminina e o inter-ilhas.

Mário Semedo alertou, no entanto, que para cumprir o calendário desportivo da época 2020/2021 as provas regionais terão que ser adaptadas a um novo modelo.

Em relação aos escalões de formações prometeu apoiar com materiais desportivos e a nível de procedimentos e protocolo sanitários exigidos.

Contudo, garantiu que vai haver a “flexibilização” de algumas medidas por parte da FCF, depois de se reunir com estruturas de saúde e com o Instituto do Desporto e da Juventude.

Para a retoma das actividades assegurou que a FCF vai assumir algumas responsabilidades nomeadamente o apoio financeiro aos clubes e as despesas com as realizações dos jogos.

“As competições serão sem público, não haverá receitas e obviamente a FCF irá assumir as despesas correntes da organização dos jogos e apoiar os clubes”, explicou.

Dans la même catégorie