GNA Amnesty International Ghana launches annual report AIP Alassane Ouattara assuré que la Côte d’Ivoire est prête pour la monnaie commune GNA Digitalisation has reduced corruption in Ghana AIP Des chasses aux sorciers à Sohoupleu (Danané) GNA Prayer camps want recognition as healthcare providers MAP Le Conseil de sécurité appelle à des élections législatives et présidentielles en Guinée Bissau ABP Education / L’université d’Abomey-Calavi célèbre la journée internationale de la langue maternelle AIP Église Méthodiste Unie: Le premier synode ordinaire de Songon débute vendredi à Agban ABP Gouvernance / La Conférence administrative départementale du Borgou recense les insuffisances liées à l’application des textes de la décentralisation ANP Le Président Issoufou Mahamadou prendra part vendredi à Bruxelles à la Conférence Internationale de Haut Niveau sur le Sahel

GEF investiu já em 105 projectos no arquipélago que ultrapassam os 2,5 milhões de dólares


  7 Décembre      21        Economie (16774),

   

Praia, 07 Dez, 2017 (Inforpress) – O programa GEF (Global Environment Facility), implementado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), já subvencionou, nos últimos sete anos, em Cabo Verde, 105 projectos, no valor que ultrapassa dois milhões e 500 mil dólares norte-americanos.
Lançado em 1992, este programa de pequenas subvenções do Fundo Mundial para o Ambiente foi operacionalizado em Cabo Verde em Agosto de 2009 e as primeiras subvenções começaram a ser implementadas a partir de Julho de 2010.
Nesses sete anos, refere uma nota do GEF, foram financiados em todo o arquipélago mais de uma centena de projectos ligados ao sector ambiental, estando, presentemente, em execução 12 programas a nível nacional, quatro dos quais na ilha de Santo Antão, onde o GEF centrou a sua acção desde 2015.
Santiago, São Nicolau, Boa Vista e Maio são as outras ilhas abrangidas pelo programa.
Em Santo Antão, os projectos financiados, neste momento, incidem, sobretudo, na produção agrícola de forma sustentável em Ribeira da Cruz, Martiene e Chã de Norte, na produção de energia limpa em Ribeira Alta e Figueiras e na transformação normalizada de frutas no vale da Garça.
O GEF, que, actualmente, financia projectos ambientais em 126 países, promove, a partir desta sexta-feira, e durante três dias, no Porto Novo, um encontro de troca de experiência com dez organizações parceiras subvencionadas por este programa, em todo o território nacional.
O encontro, que tem lugar em Ribeira da Cruz, visa, essencialmente, a partilha de experiências sobre métodos de execução e criação de condições de sustentabilidade de projectos ambientais comunitários.
A iniciativa, promovida em parceria com a Associação dos Agricultores da Ribeira da Cruz, e delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) do Porto Novo, entre outros parceiros, constitui ainda uma oportunidade para se reforçar os conhecimentos sobre boas práticas e soluções inovadoras para a gestão associativa.
Do ponto de vista ambiental, Cabo Verde foi sempre afectado por pressões e destruição de determinados “habitats” e ecossistemas, e por práticas agrícolas insustentáveis e os projectos subvencionados pelo do GEF têm tido papel importante na implementação das políticas ambientais no país.

Dans la même catégorie