APS MORT DE CHEIKH IBRAHIMA COLY : LE GOUVERNEMENT ANNONCE UNE ENQUÊTE APS AFFAIRE SONKO : BBY APPELLE ’’À LA RAISON ET À LA SÉRÉNITÉ’’ APS DES ORGANISATIONS DE LA SOCIÉTÉ CIVILE APPELLENT POUVOIR ET OPPOSITION À PRÉSERVER LA STABILITÉ APS UN MANIFESTANT TUÉ À BIGNONA, SELON UNE SOURCE SÉCURITAIRE APS LE MAGASIN AUCHAN DE LA CITÉ SOPRIM PILLÉ APS LA CSA DÉTERMINÉE À SE BATTRE POUR LES TRAVAILLEURS, APPELLE « À SE TENIR DEBOUT’’ POUR L’ETAT DE DROIT MAP Sénégal : un mort dans des protestations contre l’arrestation du leader d’un parti de l’opposition (officiel) MAP FAO: 45 pays, dont 34 en Afrique, auront besoin d’une aide alimentaire extérieure GNA Western North residents welcome Supreme Court verdict, calls for peace. GNA Inter-Party Committee in Sissala East pledge to accept Supreme Court decision

Governação/Ministro das Finanças diz estar optimista quanto a promulgação do OGE 2021 pelo Presidente da República


  27 Janvier      16        Médias (1639),

   

Bissau, 27 Jan 21 (ANG) – O ministro das Finanças, Aladje João Mamadu Fadia disse hoje aos jornalistas que está optimista quanto a promulgação do Orçamento Geral de Estado/2021, pelo Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló.

Numa conferência de imprensa realizada hoje, Aladje Fadia disse que os questionamentos levados a cabo sobre o presente orçamento têm mais a ver com os novos impostos implementados, nomeadamente da democracia, audiovisual, imposto de desenvolvimento urbano sustentável, imposto especial sobre telecomunicação e imposto de saneamento.
De acordo com o ministro das Finanças, essas medidas são precisas para responder aos desafios atuais do país.

Segundo este responsável, o país não pode continuar a depender de doações e empréstimos para responder as necessidades da população e em especial na sustentação da democracia que inclui realizações das eleições, cuja maior parte de financiamentos vem dos parceiros.

« Não há nada de exorbitante nestes impostos tal como se veicula por aí. Os montantes são muito razoáveis para qualquer contribuinte que recolhe alguma receita e de acordo com seu ganho » disse o ministro das Finanças

Questionado sobre os dois técnicos senegaleses nomeados nas Alfândegas da Guiné-Bissau, Aladje Fadia esclareceu que estes quadros são contratados por um período de seis meses para ajudar na capacitação dos agentes aduaneiros do pais visando a melhoria e aperfeiçoamento do controle das receitas em beneficio do Estado.

De acordo com o titular da pasta das Finanças,, essa medida só vai ajudar o país, através de trocas de experiências e na performance de prestação de serviços das Alfândegas.

Na mesma ocasião, Aladje Fadia lamentou o impacto da Pandemia de Covid-19 na economia, e diz que a saúde financeira do país não se encontra nos melhores momentos, tendo prometido adequar medidas para estabilizá-la.

A central sindical, a União Nacional dos Trabalhadores da Guiné(UNTG) pediu ao Presidente da República para vetar o OGE/2021, aprovado, há mais de duas semana, pelo parlamento, em protesto aos aumentos dos impostos e dos subsídios aos titulares de órgãos de soberania

Dans la même catégorie