AGP Espace Schengen: Moukagni Iwangou prône le rétablissement du droit de visa du Gabon MAP L’intégrité territoriale du Royaume n’est pas à discuter (Ministre des AE des Comores) AGP Gabon : Décès de Paul Okoumba d’Okwatsegue à l’âge de 87 ans APS CONFEJES : 202 PROJETS SOUMIS AU PPEJ PAR 15 PAYS MEMBRES APS EMIGRATION CLANDESTINE : LA MARINE INTERCEPTE UNE PIROGUE, 39 PERSONNES SECOURUES (DIRPA) APS INONDATIONS : LA MAIRIE DE DIOURBEL MOBILISE 100 TONNES DE RIZ POUR AIDER LES SINISTRÉS APS NOTTO GOUYE DIAMA : UNE DIZAINE D’ASP POUR ÉPAULER LA MAIRIE APS TOUBACOUTA : LANCEMENT DES TRAVAUX D’UNE ÉCLOSERIE D’ALEVINS D’UN COÛT DE 39 MILLIONS CFA APS TAMBACOUNDA : LA DOUANE DE KIDIRA SAISIT 1 376 KG DE CHANVRE INDIEN MAP Inauguration de l’ambassade de l’Union des Comores à Rabat

Governo destaca importância da aquisição conjunta de medicamentos entre os Pequenos Estados Insulares na África


  30 Septembre      12        Politique (12264),

   

Cidade da Praia, 30 Set (Inforpress) – O ministro da Saúde e Segurança Social destacou a importância do acordo de aquisição conjunta de medicamentos, por parte dos Pequenos Estados Insulares na região africana, considerando ser uma excelente oportunidade para indústria farmacêutica nacional.

Arlindo do Rosário fez esta afirmação terça-feira à imprensa, à margem da cerimónia de assinatura do Acordo de Aquisição Conjunta de medicamentos e outros produtos médicos entre os Pequenos Estados Insulares em desenvolvimento da região africana.

Conforme avançou, esses estados têm uma população reduzida, com problemas na economia de escala, e com esta iniciativa, explicou, poderão juntar e aumentar a possibilidade de compra desses produtos, reflectindo na redução de custos.

Outra vantagem, segundo Arlindo do Rosário, é que as empresas farmacêuticas nacionais dos respectivos países, poderão encontrar aqui grande oportunidade para continuarem a desenvolver.

“Cabo Verde está numa fase mais adiantada, com uma indústria farmacêutica instalada e acreditada internacionalmente, ou seja, com garantia da qualidade dos produtos fabricados e comercializados”, assinalou.

Conforme o governante, o processo irá funcionar através de uma orgânica constitucional e duas comissões, nomeadamente a comissão responsável pela aquisição dos medicamentos e uma comissão técnica, incumbido de avaliar a segurança dos medicamentos.

Esta iniciativa acontece no quadro da sexta Reunião dos Ministros de Saúde dos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento da Região Africana, que aconteceu em 2017, em Seychelles, tendo sido assumido o compromisso da implementação do acordo de aquisição conjunta de medicamentos.

Este acordo prevê a criação de um programa específico, sua finalidade e objectivos, além dos seus princípios orientadores e sua estrutura de governação.

Dans la même catégorie